Ampliar Um Imóvel

Quer ampliar um imóvel? Veja aqui o que você precisa

Deseja ampliar um imóvel? Sente que o espaço interno não é suficiente para suas necessidades? Quer construir um espaço anexo ao seu imóvel? Saiba tudo o que você precisa para que o seu sonho finalmente saia do papel.

Muitas pessoas decidem fazer uma obra em casa por conta própria, pensando em não ter gastos com elaboração de um projeto. Vamos ver o que pode acontecer nesse tipo de situação.

É possível ampliar um imóvel sem projeto?

Digamos que você opte por não fazer um projeto da obra. Qualquer mudança de ideia na hora da execução gera gastos duplos: para demolir o que foi feito e para construir novamente. Então nesse cenário você construiu uma cozinha de 1,5m de largura e percebeu que está bem apertada. Vai ser necessário que você quebre a parede e construa novamente, acumulando os custos a cada alteração de ideia.

Além disso, no início da obra, você comprou uma quantidade específica de material. Ao terminá-la, você percebe que sobrou muito material e precisa se desfazer dele. Mais um gasto desnecessário para a conta.

Obra feita, material descartado. Depois de um tempo, chega na sua casa uma multa da prefeitura, porque sua casa não é legalizada. Vão ser necessários alguns documentos que você não possui, como o jogo de plantas arquitetônicas. Ao entrar em contato com uma empresa como a Fluxo, você descobre que a sua casa não pode ser legalizada porque a área ocupada é maior que a permitida. Qual vai ser o resultado? Demolir parte da casa para se adequar e poder legalizar o seu imóvel.

Percebeu a quantidade de problemas que podem ocorrer ao se realizar uma obra sem que haja um projeto bem estruturado? E mais, viu que os gastos e problemas enfrentados durante o processo podem ser totalmente evitados?

Mas quais benefícios o projeto de ampliação traz?

Agora temos o caso oposto: você contratou um projeto para ampliar um imóvel, vai construir o segundo andar da sua casa. Você terá liberdade para decidir como quer a disposição dos cômodos, pode mudar de ideia sem ter que demolir nada e vai saber se a área que você deseja construir é permitida. Além disso, vai receber todos os documentos necessários para a legalização do projeto e ainda tem a opção de contratar um orçamento, com a quantidade de materiais e os seus respectivos custos. A partir daí, a execução da obra vai ser muito mais simples e segura.

Fica aqui o questionamento: será que realmente vale a pena deixar de contratar um projeto de construção somente pensando naquela economia inicial?

Questão Legal

Antes de idealizar a sua casa dos sonhos, é importante saber que cada terreno tem um limite de construção que é definido pela SMU (Secretaria Municipal de Urbanismo). É fundamental saber o quanto do seu terreno é permitido que você construa, para evitar que o seu projeto seja rejeitado.

A seguir, listamos alguns parâmetros que devem ser levados em consideração ao fazer um projeto de ampliação do imóvel e suas respectivas definições:

  • IAT: O Índice de Aproveitamento do Terreno é um número que, ao ser multiplicado pela área do terreno, informa quantos metros quadrados o imóvel pode ter. Esse valor, em metros quadrados, é chamado de Taxa de Construção Máxima. Ao analisar esses dois parâmetros, também podemos descobrir quantos pavimentos a casa pode ter (contanto que respeite o número máximo de pavimentos da região).
  • Taxa de Ocupação: É a relação entre a área da projeção do imóvel e a área total do terreno, dada em porcentagem. A construção de novos andares, desde que se encontrem dentro da projeção anterior do imóvel, não interferem no seu valor.
  • Taxa de Permeabilidade: É a porcentagem do terreno em que não é permitida interferência da obra. Ela existe para garantir que a água da chuva flua até o lençol freático, abaixo do solo.
  • Gabarito: É o número máximo de pavimentos que o imóvel pode ter.
  • Altura Máxima: Indica o quanto o imóvel deve ter de altura, medido do chão até o topo do telhado.
  • Afastamentos Mínimos: Indicam a distância mínima entre o lote e os limites do terreno.

Para que seja legalizado e assim aprovado pela prefeitura, todos esses parâmetros devem obedecer aos requisitos exigidos pela SMU. É importante procurar empresas como a Fluxo, que possuem experiência e sabem o que é necessário para que esses detalhes sejam atendidos. Lembrando que, ao realizar uma obra que não seja legalizada na Prefeitura, o proprietário do imóvel encara diversos problemas.

“Meu imóvel já é legalizado, tenho que legalizar de novo?”

Ao realizar uma alteração física no imóvel, seja a demolição de paredes ou a construção de novos cômodos, é necessário que se faça a legalização da obra, ainda que o imóvel já seja previamente legalizado. A prefeitura precisa ter as informações atualizadas de todas as casas, de modo a garantir a segurança de todos.

Como economizar ao ampliar um imóvel?

Ao contratar um projeto para ampliar um imóvel, é comum que haja diversas alterações no projeto inicial. A maioria das pessoas começa a comprar os materiais e contratar funcionários antes mesmo de ter certeza do que realmente deseja com a obra. Assim, sem realizar um planejamento prévio, você pode acabar tendo gastos desnecessários com mudanças de ideação durante a obra.

Contratando um projeto de construção completo, com instalações (elétrica, hidrossanitária, de gás e telefone) e orçamento de obra, você garante que o projeto atenda a todas as suas necessidades, consegue estimar os gastos totais e, assim, evita despesas desnecessárias. Além disso, tendo uma estimativa de custo total, você consegue planejar o melhor financiamento para você e sua família.

Deseja ampliar um imóvel? Veja como com um projeto de construção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *