Gestão Empresarial Acessivel A Pequenas Empresas Dicas

Gestão empresarial para micro e pequenas empresas: 5 Dicas de como melhorar sua empresa

5 dicas de gestão empresarial para pequenas empresas

Esse artigo sobre gestão empresarial para pequenas empresas foi escrito pelo Pedro Parreiras, sócio fundador da Nomus, nossa parceira.

Estou estreando no Blog da Fluxo e pensei em um tema que me persegue desde a época em que eu era um membro desta fantástica empresa de consultoria: gestão para micro e pequenas indústrias. Pensei em falar sobre 4 maneiras em que é possível tornar a gestão uma realidade nas micro e pequenas empresas e se juntarmos as 4, podemos ter uma quinta e mais completa opção.

Antes de dar sequencia, eu gostaria que você respondesse na sua cabeça as 3 perguntas a seguir:

1.Você tem uma micro ou pequena empresa ou enxerga o empreendedorismo como uma alternativa de carreira e pretende abrir uma empresa?

2.Já pensou que a gestão é um dos principais investimentos que devem ser feitos em um negócio, independentemente se ele já é maduro ou se ainda está no campo das ideias?

3.Se assusta com a expressão gestão empresarial, por pensar que é algo acessível apenas para grandes empresas?

Se a sua resposta for sim para pelo menos 2 das três perguntas, espero neste post desmistificar este tema.

Como melhorar a gestao de pequenas empresas?

1 Contrate uma empresa júnior como consultoria em gestão empresarial

No Blog da Fluxo você pode encontrar um excelente post que explica o que é uma empresa júnior, mas eu vou dar a minha visão. As empresas juniores (EJ) são empresas formadas por alunos de graduação de um ou mais cursos de uma determinada instituição de ensino e que desenvolvem projetos na sua área de atuação com excelência e a preços muito abaixo dos praticados pelas empresas de consultoria tradicionais.

Esses preços inferiores são compatíveis com uma excelente qualidade nos projetos, pois as EJs são empresas sem fins lucrativos e na maioria dos casos contam com pelo menos grande parte de sua infraestrutura fornecida pela instituição de ensino. A relativa pouca experiência de seus membros é compensada por uma enorme vontade de autodesenvolvimento aliada à orientação de professores e profissionais com muita bagagem em suas respectivas áreas.

Desde a minha participação na Fluxo Consultoria, há mais de quinze anos, eu vislumbrei a oportunidade de tornar a gestão empresarial um realidade nas micro e pequenas indústrias e as empresas júniores como um dos principais meios para atingir esta missão. De lá para cá, percebi um aumento expressivo no movimento empresa júnior e na quantidade de projetos realizados.

Encontre a empresa júnior certa para atender a sua demanda

As empresas juniores estão organizadas em federações estaduais e uma confederação nacional, a Brasil Junior. Caso queira encontrar uma empresa júnior próxima da sua empresa, no site da Brasil Júnior você vai encontrar os links para todas as federações estaduais, basta dar um ctrl+f e digitar “encontre uma federação”. Você vai encontrar as logomarcas das 17 federações estaduais, incluindo a do Distrito Federal. Basta clicar na logo que você será direcionado para o site da federação

Chegando no site da federação do seu estado (ou do estado mais próximo), você vai encontrar informações sobre as empresas juniores mais próximas da sua empresa. Além disso, você deverá encontrar informações de contato com a federação para pedir orientação sobre qual é a empresa júnior mais adequada para atender às suas demandas e tornar sua empresa mais produtiva.

2 Implante um software ou sistema de gestão empresarial

Como a participação em empresas juniores é restrita a estudantes, quando eu me formei fui “obrigado” a sair da Fluxo Consultoria e queria continuar levando a gestão às micro e pequenas empresas. Eu queria mais do que isso, queria levar os conceitos incríveis da engenharia de produção que vi aplicados nos vários projetos que participei pela Fluxo a um número muito maior de empresas e a um preço acessível.

Eu queria isso, pois percebi os incríveis benefícios que a gestão empresarial acessível  pode trazer para uma empresa e esse foi o sonho grande que motivou a fundação da Nomus há mais de 10 anos: levar para empresas de todos os portes a engenharia de produção através de um software de gestão simples, poderoso e acessível financeiramente.

Hoje, vejo disponíveis no mercado um número cada vez maior de soluções que requerem um investimento relativamente baixo se comparado com o retorno que podem trazer. Eu gosto de classificar essas soluções em duas categorias: softwares self service e softwares para demandas complexas, conforme detalho a seguir.

O que é um Software de gestão self service

Softwares de gestão self service normalmente são acessados através de um navegador de internet. Alguns são gratuitos, ou permitem o acesso gratuito com determinadas restrições e em geral não demandam a contratação de uma consultoria de implantação do fornecedor do software e compensam isso com muitos vídeos tutoriais disponíveis no próprio site do sistema.

O principal atrativo deste tipo de software de gestão é que ele resolve as questões mais básicas da gestão de uma empresa a um valor de investimento relativamente baixo ou até mesmo de graça. O ponto negativo é em muitos casos justamente por ser (quase) de graça, a implantação requer um esforço maior do pessoal da sua empresa e no primeiro desafio maior ela tende a ser abandonada, com a seguinte justificativa: “isso aqui não está dando certo, como não investimos nada, vamos procurar outra solução ou voltar para as planilhas”.

A minha recomendação é para você não desanimar na primeira dificuldade encontrada e se lembrar de que um dos principais investimentos na implantação de um software de gestão é no tempo de disponibilidade e dedicação da sua equipe e não na equipe da empresa fornecedora do software.

Softwares de gestão de empresas para demandas mais complexas

Mesmo tendo sucesso na implantação de um software self service, a sua empresa pode crescer ou atingir um nível de maturidade na gestão em que surjam demandas mais específicas e complexas não atendidas pelo sistema self service implantado. Este tipo de situação é mais comum nas indústrias, que diferentemente de empresas de comércio ou de prestadoras de serviços, têm um processo de transformação de materiais: uma fábrica de bolos compra farinha, açúcar etc. e transforma em bolos.

Com a minha experiência de mais de 15 anos de projetos de consultoria e implantação se softwares de gestão em indústrias, ainda não encontrei uma solução self service que atendesse às complexidades de um ambiente industrial. Independentemente da sua empresa ser uma indústria, caso ela tenha demandas de gestão mais complexas, felizmente, estão cada vez mais comuns soluções para atende-las a um investimento acessível. Não chega a ser quase de graça, mas se comparado com o retorno que ele pode trazer, certamente vale a pena.

Dentro da categoria dessas empresas, gostaria de citar a Nomus, que conforme eu escrevi no Blog Industrial, desenvolveu uma metodologia de implantação remota de um software de gestão industrial com PPCP que reduziu drasticamente os investimentos para implantar seus produtos. Portanto, caso a sua empresa tenha alguma necessidade não atendida pelos sistemas quase de graça, não desanime, pois existem outras opções com investimentos muito acessíveis disponíveis no mercado.

3 Peça apoio ao Sebrae e saiba o que é gestão empresarial

O Sebrae, ah, o Sebrae. Não poderia deixar de falar sobre o Sebrae em um post sobre melhorar a gestão de micro e pequenas empresas. Realmente, tenho que tirar o chapéu para o Sebrae, que consegue com louvor cumprir a missão de ajudar as micro e pequenas empresas.

Pela Nomus, eu já participei de alguns cursos e seminários como cliente do Sebrae e posso garantir que vale muito a pena. A minha relação com o Sebrae vai além da de cliente: no final do ano passado organizamos um programa de educação para indústrias com a Coppe da UFRJ e com o apoio do Sebrae através do Sebraetec.

Além desta área de educação e formação de empreendedores, o Sebrae também oferece vários outros serviços que irão trazer a gestão para dentro da sua empresa, com destaque para o Sebraetec e para o Empretec dentro do Sebrae Mais.

O Sebraetec dá subsídio de 80% do investimento com foco na inovação

O Sebraetec pode te ajudar a levar inovação para sua empresa por meio de serviços especializados e personalizados, promovendo o acesso de pequenos negócios a soluções em 7 áreas de conhecimento da inovação:

  1. Design
  2. Produtividade
  3. Propriedade intelectual
  4. Qualidade
  5. Inovação
  6. Sustentabilidade
  7. Tecnologia da Informação e Comunicação.

Como você pode perceber, a inovação também engloba algumas áreas da gestão, pois a sua empresa pode melhorar diversos processos de gestão e com isso estar inovando. O programa aproxima os dois atores essenciais para a implementação da inovação: os prestadores de serviços tecnológicos e os pequenos negócios, subsidiando até 80% do valor dos serviços prestados para projetos de até R$ 30.000, ou seja, a sua empresa pode fazer um projeto de R$ 10.000 e pagar ao Sebrae R$ 2.000, por exemplo.

Dentro das áreas de inovação contempladas pelo Sebraetec, eu gostaria de dar ênfase à produtividade, e 5 das suas soluções que na minha visão estão mais alinhadas com o tema como melhorar a gestão empresarial  e torná-la acessível a micro e pequenas empresas:

  1. Consultoria em Planejamento da Gestão por Processos
  2. Consultoria em Redefinição de Layout
  3. Consultoria em Planejamento e Controle de Produção (PCP)
  4. Consultoria em Gestão de Estoques
  5. Consultoria em Lean Manufacturing (Manufatura Enxuta)

O Empretec é o destaque do Sebrae Mais

Eu já contratei para a Nomus duas das oito soluções do Sebrae Mais: Estratégias Empresariais e Empretec. Mesmo sem ter conhecido de perto as outras seis soluções, destaco o Empretec como sendo a solução mais revolucionária para quem tem ou aspira ter um negócio próprio. Isto porque o Empretec vai além da consultoria e capacitação em uma área do conhecimento que a maioria das pessoas que participam não tem domínio, o que é uma característica comum das demais soluções.

No Empretec, os participantes vivem situações inéditas durante os 6 dias consecutivos do seminário. Se você for fazer, se prepare para se desligar completamente de tudo, inclusive do dia a dia da sua empresa durante esses 6 dias. Você voltará outra pessoa e certamente transformará a sua empresa.

As demais soluções são as seguintes: Gestão da inovação – inovar para competir; Plano de Marketing Avançado; Gestão Financeira – do controle à decisão; Encontros Empresariais; Gestão da Qualidade; Ferramentas de Gestão Avançada.

4 Procure a Endeavor e conheça benefícios da gestão empresarial

Meu primeiro contato com a Endeavor foi em 2005, quando fui ao lançamento do livro Como fazer uma empresa dar certo em um país incerto, em uma livraria em Ipanema ou Leblon, não me lembro ao certo. Quem estava lá era o Mário Chady do Spoletto, hoje Grupo Trigo, contanto ao vivo algumas histórias que estão detalhadas no livro. Assim como não me lembro o bairro onde ficava a livraria, também não lembro o que me levou a ir neste lançamento de um livro com um título ao mesmo tempo tão interessante e desafiador.

Eu nunca havia ouvido falar na Endeavor e devorei o livro em poucos dias. A Nomus estava no seu primeiro ano de vida e eu já queria implementar várias ideias das fantásticas histórias dos ainda mais fantásticos empreendedores contadas no livro. Me tornar um Empreendedor Endeavor se tornou quase que uma obsessão naquele momento. A Nomus foi crescendo aos poucos, as rotinas e os problemas do dia a dia acabaram me tirando um pouco dessa obsessão, mas eu continuei acompanhando de perto o fascinante trabalho da Endeavor, até que este ano de 2015, mais ou 10 anos depois do meu primeiro contato com esta organização, eu fui selecionado como Empreendedor Promessas Endeavor. (E você achado que não dava para abrir empresa com pouco $)

A Endeavor inspira empreendedores através do exemplo local

Mas afinal, o que é a Endevor? Resumidamente, a Endeavor é uma organização que procura identificar empreendedores de alto impacto em diferentes regiões geográficas para apoia-los e torna-los referência para outras pessoas com alto potencial se inspirarem e enxergarem no empreendedorismo uma opção de carreira promissora. Por exemplo, se você mora no Rio de Janeiro e quer empreender, um exemplo de uma empresa bem sucedida no Rio de Janeiro é muito mais forte do que um exemplo de uma empresa no Vale do Silício.

Além de apoiar empreendedores de alto impacto, a Endeavor também atua em diferentes frentes, e eu gostaria de enfatizar duas: o portal Endeavor e o curso Bota pra Fazer:

  • O Portal da Endeavor é incrível e disponibiliza gratuitamente muitos e muitos materiais de educação e inspiração, como vídeos, artigos, ebooks e cursos online nas mais variadas áreas de conhecimento relacionadas à gestão e à inovação. Os cursos online incluem temas que vão de vendas a gestão de pessoas, passando por finanças, direito entre vários outros e custam no máximo R$ 99.
  • Já o Bota pra Fazer é um curso que utiliza muita prática em aulas onde você realmente bota pra fazer, realizando dinâmicas dentro de seu próprio contexto. Além disso, a Endeavor permite acesso livre para os alunos a todo o conteúdo do curso em seu portal. O objetivo principal é que você conclua o curso sendo capaz de se conhecer e desenvolver sua capacidade empreendedora, sabendo identificar oportunidades e criar um novo negócio. O Bota pra Fazer é oferecido pela Endeavor através de diversas instituições de ensino, como o IESPe de Juiz de Fora, por exemplo.

5 Combine as 4 dicas como for melhor para gerir sua empresa

Bom, se você gostou das 4 dicas acima, é possível combina-las da forma mais adequada para alcançar os melhores resultados para a sua empresa. Obviamente não é possível fazer tudo ao mesmo tempo, mas você pode se planejar para aos poucos conhecer mais profundamente cada uma das sugestões apresentadas neste post e implementa-las no ritmo viável para a sua empresa ter acesso á gestão, rever seu regime tributário e crescer.

Benefícios da gestão empresarial e para que serve

Espero ter conseguido mostrar que é possível ter acesso a boas práticas de gestão empresarial na sua micro ou pequena empresa com pouco ou até mesmo nenhum investimento direto. Agora, gostaria de mostrar que o investimento em gestão traz resultados diretos e efetivos para o seu negócio, compartilhando três links do Blog Industrial da Nomus:

 

Pedro Parreiras

Empreendedor Promessas Endeavor, Empreteco, Fundador da Nomus, Engenheiro de Produção pela UFRJ e Mestre em Engenharia de Produção pela COPPE, Membro da Fluxo Consultoria entre 2000 e 2003, trabalha desde 2000 em projetos relacionados à gestão da produção, tendo tido contato direto em mais de 100 indústrias.

This Post Has 9 Comments

  1. […] Contudo, há um fantasma que assusta constantemente grande parte dos novos empresários, como por exemplo, a insegurança no saber do gerenciamento interno. Se ainda não tem certeza do caminho que seu negócio pode percorrer, é bom responder às seguintes perguntas: Sou bom no que faço, porém entendo bem de gestão? Por que tenho enfrentado grandes dificuldades já no início? Quais atitudes tomar para não quebrar antes mesmo de estruturar bem o meu negócio?  Leia mais no nosso artigo de Dicas de gestão para pequenas empresas. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *