Gestão De Recursos Humanos

Gestão de Recursos Humanos: qual é a importância para a sua empresa?

Por que as empresas estão dando tanta atenção às pessoas e seu desenvolvimento e como isso pode alavancar seu negócio.

Na era industrial, com a inserção das máquinas nos processos produtivos, a produtividade e o faturamento das empresas sofreu um processo de crescimento exponencial. Nesse contexto, esperava-se que os trabalhadores acompanhassem o ganho de produtividade trazido pelas máquinas, de forma a aumentar cada vez mais os lucros, como se fossem uma parte dos equipamentos. Nessa época, os colaboradores de uma empresa eram vistos exclusivamente como uma ferramenta com o único propósito de garantir melhores resultados à organização. A gestão de recursos humanos se restringia a contratar e demitir aqueles que não atingiam suas metas de produção.

No início do século XX, alguns autores, como Henry Ford e Ralf Barnes, visando aumentar a eficiência dos processos produtivos, publicaram estudos em que mostravam preocupação com tempos e métodos de trabalho. Neles, foi reforçada a visão do trabalhador como um recurso passivo e praticamente sem vida, tal como um meio para atingir um faturamento cada vez maior.

A partir da década de 1930, no entanto, alguns pesquisadores, como Elton Mayo e Chester Barnard, publicaram estudos sobre a influência das interações humanas no ambiente de trabalho. Assim, com um contato mais intenso entre administração e psicologia, iniciou-se um processo de grandes mudanças no setor de gestão de recursos humanos. A partir daí iniciou-se um entendimento, por parte das empresas, que seu maior bem não são as máquinas ou os meios de produção, mas sim suas pessoas.

Após todo esse processo de evolução, o setor de Gestão de Recursos Humanos das empresas evoluiu muito. Cada vez mais, as empresas dão mais atenção e investem mais recursos em RH, sabendo da sua importância para atingir bons resultados. Destacamos alguns processos adotados na área por grande parte das empresas brasileiras atualmente:

Recrutamento e seleção para Gestão de Recursos Humanos

Esta área é responsável por divulgar o processo seletivo e engajar o máximo de pessoas a se candidatarem. Além disso, cabe à área também a seleção dos candidatos que mais se adequarem à cultura da empresa e às especificidades das vagas disponíveis, de modo a escolher a pessoa certa para a vaga certa. Nessa fase, é essencial que haja um grande envolvimento da liderança das empresas, tanto por meio da presença em entrevistas, como na divulgação do processo seletivo e dos valores da empresa. É comum que essa divulgação ocorra em redes sociais e por meio de palestras em instituições de ensino superior.

Treinamentos e capacitações

Os colaboradores de uma empresa devem estar constantemente sendo capacitados para conseguir executar de forma adequada suas atividades. Seja ao assumir uma nova função ou apenas aprender uma nova forma de executar alguma atividade rotineira, esses processos são fundamentais. As capacitações são apenas uma forma de os funcionários estarem sempre atualizados e aprendendo novas coisas, mas também de se sentirem valorizados pela empresa, já que terão a sensação de estarem cada vez mais aptos a executar suas atividades. Devido a esses fatores, os treinamentos ajudam a melhorar a performance dos colaboradores e, portanto, o desempenho da organização.

Acompanhamento e avaliação

Esta área analisa o desempenho dos funcionários que já compõem o quadro de colaboradores da empresa. Ela é essencial para garantir a manutenção de uma cultura de meritocracia. Por meio desse sistema de acompanhamento, é possível avaliar se os funcionários estão aliados com a cultura da empresa e se estão entregando resultado. Dessa maneira, ele deve ser a base da política de demissão e promoção de qualquer organização.

A avaliação de desempenho deve vir sempre acompanhada de um feedback, com o objetivo de desenvolver os pontos críticos detectados e otimizar os pontos fortes.

Além disso, é interessante que haja um processo de definição de metas capazes de desafiar os colaboradores. Cabe ressaltar que tais metas devem estar alinhadas com a estratégia da empresa, e que seu atingimento deve estar atrelado a bonificações.

Pesquisa de clima

Outra ferramenta bastante usada pelas empresas atualmente é a pesquisa de clima. Por meio dela, é possível avaliar como está o ambiente na empresa, como os colaboradores estão se sentindo quanto ao seu desenvolvimento, o valor que vêem em suas atividades diárias, entre outras questões. Dessa forma, é possível realizar uma análise de como está a motivação dos funcionários em trabalhar na empresa e, com isso, traçar planos de ação para a política de gestão de recursos humanos da organização.

Para confirmar a diferença que uma boa gestão de recursos humanos faz no desempenho de uma organização, foi publicado um relatório chamado Creating People Advantage, elaborado pela Boston Consulting Group, que ouviu 3 500 profissionais de RH e de outros departamentos em 101 países, e chegou à conclusão que as organizações que contam com um setor de recursos humanos eficiente tem um desempenho econômico duas vezes melhor do que aquelas com uma gestão de pessoas falha.

O setor de gestão de recursos humanos é cada vez mais valorizado pelas empresas no mundo inteiro. Cada vez mais as empresas percebem a importância de atrair, desenvolver e reter grandes talentos. Entretanto, para isso é necessário ter essa área bem estruturada e com processos bem definidos. Por trás de uma empresa excepcional há sempre pessoas excepcionais.

“Não é o dinheiro que importa. São as pessoas que você tem, e como você as lidera. ”

– Steve Jobs

E na sua empresa? Há processos bem definidos de gestão de recursos humanos? Se você sentiu falta de algum processo listado aqui, a Fluxo pode te ajudar! Converse com algum de nossos consultores para realizarmos um diagnóstico completo de Gestão de Recursos Humanos, e encontraremos a melhor solução para a sua empresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *