Grafico

Lean Manufacturing: o que é e como ele pode reduzir os desperdícios de sua empresa

Toyota, Dell, Embraer, 3M e Volkswagen. As cinco empresas citadas possuem duas coisas em comum: participação massiva nos seus ramos e o uso do Lean Manufacturing. A primeira delas, pioneira no método, revolucionou sua produção através desse dispositivo, formulando assim o histórico Sistema Toyota de Produção. Através do Lean, foi eleita a maior montadora do mundo cinco vezes e é considerada a empresa mais imitada do globo.

No geral, há duas maneiras de melhorar o desempenho de uma empresa, aumentando os ganhos ou diminuindo os custos. A primeira dispende maior investimento e tempo para retorno. Por isso, é preferível uma que independa de fatores externos como o interesse dos consumidores. Nesse contexto, o Lean Manufacturing pode auxiliar uma empresa, diminuindo seus custos de forma a aumentar seu lucro.

Mas o que é Lean Manufacturing?

O Lean Manufacturing é uma cultura que busca eliminar os desperdícios das operações. Excluindo de uma empresa tudo o que não agrega valor ao cliente. O método está baseado em dois pilares fundamentais, são eles:

  1. Automação

A automação a qual o método se refere é sobre dotar tanto equipamentos quanto humanos de autonomia. Autonomia, no Lean Manufacturing, serve para que os processos não sejam irreversíveis ou irreparáveis. Esse pilar faz uso do dispositivo à prova de erros Poka-yoke, interrompendo a produção assim que um erro é identificado.

estoque

  1. Just in time

O decrescimento exponencial das indústrias Ford foi gerado por um fator que ainda assola muitas empresas: má administração de estoque. Produzir mais é melhor, desde que esteja acompanhando sua demanda. Toda empresa deseja sobreviver ao mercado. Para isso, custos com manutenção e produção não podem ser gastos sem uma previsão de lucros razoável.

 “O aumento da eficiência somente faz sentido se estiver associado à redução de custo. Para isso, é preciso produzir apenas o que é necessário, quando necessário, utilizando o mínimo possível de mão-de-obra. ”

Taiichi Ohno – Criador do Sistema Toyota de Produção

Efeito Chicote: Como Diminuir as Perdas e Fazer a Gestão da Cadeia de Suprimentos

Quais são os resultados do uso do Lean Manufacturing?

Lucrar mais com os recursos já disponíveis na empresa

A produção de itens defeituosos ou entregas não satisfatórias geram retrabalho. O retrabalho é um dos maiores males das indústrias e escritórios atualmente. Isso ocorre pois gera desperdício de mão de obra e material. Tais recursos são vitais para o funcionamento da empresa que ao serem otimizados podem fornecer muito mais provocando maior retorno.

O Lean Manufacturing visa uma estrutura onde erros não são produzidos. Parece impossível olhando assim, não é? Entretanto, isso não significa que a produção não possui erros. Significa o descarte ou tratamento rápido de qualquer anormalidade no processo. Quando um erro ocorre e segue pela cadeia produtiva, recursos são desperdiçados. O custo de manutenção e funcionamento da produção não deve ser empregado naquilo que não dará retorno.

Oferecer o melhor para os clientes

O Lean Manufacturing é conhecido por muitos como uma “estrutura enxuta”. Isso remete à visão de manter apenas o necessário em uma organização.No entanto, é possível pensar que se mantiver apenas o mínimo não terá um diferencial frente ao mercado.Ainda assim, é nesse contexto que o Lean se mostra mais eficiente. É preciso deixar apenas o necessário, e o necessário é tudo aquilo que agrega valor ao cliente.

Se um fator que não agrega valor ao cliente, para o Lean, ele não deveria estar na empresa. Após mapear o que é essencial para a organização, é preciso dispor tais fatores da forma mais eficiente possível. Dessa forma, um dos resultados da aplicação do Lean é uma maior padronização da produção. Padronizar, nesse contexto, significa organizar e gerar processos confiáveis.

Com isso, Lean Manufacturing atua na confiança do consumidor, pois o padrão é percebido no produto final. Um cliente confia no produto ou serviço que está consumindo a partir da qualidade que lhe é oferecida. Erros na produção geram baixa qualidade e flutuações no produto. Dessa forma, a eliminação de anormalidades, através do Lean, pode aumentar segurança do consumidor sobre uma empresa.

Interessante, mas em quais cenários o Lean pode ser aplicado?

Nas empresas que desejam lucrar mais 

Diminuindo as despesas decorrentes de erros na produção, mesmo que os ganhos se mantenham, o lucro aumentará!

Em empresas onde o estoque está à frente da demanda

A cultura do Lean de manter apenas o essencial garante a necessidade do cuidado com estoque. Isso ocorre, pois, uma produção que não responde à demanda não está convertendo o investimento em lucratividade. Os custos de uma empresa devem ser investimentos, não apenas gastos desnecessários e isso pode garantir sua sobrevivência no mercado.

Se o produto ou serviço que está sendo entregue não é satisfatório

Assim como já foi citado, qualidade está intimamente ligada à padronização de processos.  Por sua vez, a padronização pode ser alcançada através de uma maior precisão com que as etapas são feitas. Dessa forma, que tudo o que está presente na organização servirá para proporcionar uma melhor experiência para o cliente.

Saiba mais sobre como encantar seu cliente

Em empresas que precisam produzir mais

Uma das definições de otimizar: extrair o melhor rendimento possível, ou seja, é produzir mais em menos tempo. E como diminuir o tempo? Retirando da produção aquilo que não é necessário para entregar um produto final de qualidade. Isso abrange postos de trabalho, movimentações, retrabalhos ou ociosidade. Esses fatores, dentro da produção, aumentam o tempo e não possuem retorno para o cliente e para a organização.

Onde é percebido uma falta de engajamento dos funcionários

Segundo uma pesquisa realizada pela VoucherCloud1, das 8 horas de trabalho diárias, em apenas 3 horas os funcionários são verdadeiramente produtivos. Imagine um trabalhador de sua empresa em sua produtividade máxima, ele poderia dobrar a eficiência do processo!

No Lean Manufacturing os funcionários devem ser vistos não como “vigias de máquina”, mas como unidade atuante e essencial no processo produtivo. E essa visão não deve apenas existir, mas também ser passada aos funcionários de forma a motivá-los. Com isso, é possível que os gestores, através de ferramentas, promovam maior engajamento por parte dos funcionários.

Quando uma empresa deseja crescer

Já pensou como seria se uma empresa conseguisse diminuir muito suas despesas apenas fazendo um melhor uso de seus recursos? Após ter chegado até aqui, provável que sim! A partir do uso do Lean, custos são reduzidos e esse capital pode ser realocado.É importante observar a partir disso que o gasto com despesas excedentes pode ser voltado para investir na empresa. Além disso, o Lean oferece uma organização que ajuda a melhor estruturar uma organização, acarretando em uma sustentação para o crescimento.

money

Dessa maneira, a cultura do Lean Manufacturing pode ser inserida em diversos cenários. Para gigantes como a Toyota ou mesmo para pequenas empresas, pode auxiliar a reduzir custos e oferecer maior qualidade aos consumidores. Capaz de aumentar desempenho da empresa, o Lean é um método poderosíssimoque pode ser decisivo para a sobrevivência no mercado.

1Maior empresa de cupons e descontos do Reino Unido

This Post Has 3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *