Mapeamento De Processos Da Sua Fábrica

Por que realizar um Mapeamento de Processos da sua Fábrica?

O que é um mapeamento de processos?

Se você possui uma fábrica que cresce em muito rapidamente, provavelmente já parou para notar que é difícil acompanhar qual é exatamente a ordem de um determinado processo de produção. “Quais são as atividades que são realizadas? Quem faz o quê? Qual é o tempo que cada atividade demora?”. E, após realizar essa análise do processo fabril, se pergunta: “como posso melhorar o processo de produção?”

Para responder essa pergunta, diversos fatores devem ser levados em conta, não só em relação ao processo fabril em si, mas também em relação a atual situação do mercado, da empresa e de sua estratégia.

Saiba mais: O que é Modelagem de Processos de Negócios

Como realizar o mapeamento de processos da sua fábrica?

Para começar, é necessário que o responsável pelo mapeamento conheça o processo atual. No entanto, não adianta apenas conhecer o processo como ele deveria ser realizado, e sim como ele é realizado de fato. Muitas fábricas não tem seus processos registrados ou então dão liberdade aos seus operadores para que eles realizem determinadas atividades cada um do seu próprio jeito.

Conhecendo e registrando o processo fabril, o responsável pelo mapeamento pode, agora, realizar análises de quais são os fatores que atrapalham/auxiliam o processo, o que pode ser mudado e quais são as melhores formas de se fazer isso. É interessante dar atenção ao seguinte: muitos problemas aparentes em uma fábrica não ocorrem por si só. Na maioria das vezes, esses problemas estão relacionados, seja essa relação do tipo “lateral” (quando os dois problemas existentes afetam um ao outro) ou do tipo “causa-efeito” (a existência de um determinado problema é consequência da existência de outro problema).

No entanto, mais importante do que identificar oportunidades de melhoria é saber priorizar essas oportunidades: não adiantaria, por exemplo, aumentar a capacidade produtiva de um posto de uma linha de produção se o posto seguinte ainda tem sua capacidade reduzida, pois isso geraria uma quantidade maior de produto em estoque (os “gargalos da produção”).

Após a priorização dessas melhorias, é necessário aplicá-las. Incorporar as melhorias aos processos e remodelá-los de forma que haja harmonia entre os setores e postos de uma fábrica faz com que o ritmo de produção se torne mais lucrativo para a empresa.

Tenho meus processos mapeados, e agora?

O Mapeamento de Processos é, na verdade, um ciclo contínuo. Conforme novas tecnologias e novos estudos surgem, torna-se viável que novos processos fabris surjam, ou seja, o sistema de produção não pode ficar parado no tempo, e não pode deixar que os métodos se tornem obsoletos.

Para acompanhar o rendimento desses métodos, e futuramente compará-los com métodos antigos e de outras empresas, é importante a criação de indicadores operacionais que permitam a tradução de números em resultados. A partir dessa análise de resultados, é possível traçar novos planos de ação dentro das fábricas e melhorar, cada vez mais, a produção dessas.

Saiba mais: Vantagens de Mapear os Processos da sua Indústria

Como saberei que a minha fábrica precisa de um Mapeamento de Processos?

Em fábricas, os principais sinais podem ser tanto a baixa produção (que não supre a demanda) quanto a superprodução (que geram estoques e, consequentemente, gastos e perdas).

É muito comum observar esses fatores em empresas que crescem rapidamente e precisam atualizar seus processos de forma que esses atendam à nova demanda.

Outros fatores também podem ser sinais da necessidade de um mapeamento de processos da sua fábrica, como a geração de retrabalho de determinadas atividades, a sobrecarga de setores da fábrica, grande número de falhas no produto final, entre outros.

Quais os benefícios de um Mapeamento de Processos da sua Fábrica?

Ao final da aplicação do mapeamento, o responsável pela fábrica terá um trabalho muito mais fluido de acompanhamento de resultados, podendo traçar novos planos de ação pra a fábrica com mais facilidade no futuro.

Isso significa que o responsável pela fábrica terá uma facilidade maior em analisar os resultados da empresa e de seus funcionários, permitindo que os processos sejam remodelados de acordo com o advento de novas tecnologia e novas técnicas de trabalho, tornando os processos mais sofisticados.

Também, com a otimização dos processos, as fábricas conseguirão reduzir os seus custos. Aumentando a eficiência dos operários, os custos por peças/produtos são consequentemente reduzidos, já que um mesmo operário poderá produzir mais consumindo o mesmo tempo de trabalho.

Finalmente, o mal de todas as fábricas será cortado pela raiz: os estoques! O Mapeamento de Processos permite que o produto em estoque (seja estoque em um armazenamento, seja um estoque em processo) seja reduzido, permitindo uma gestão de estoques mais eficiente. Como isso acontece? Bem, nem sempre aumentar a capacidade produtiva pode ser uma grande vantagem para uma fábrica. Afinal, do que adiantaria produzir de mais, se as vendas estão baixas? Entender seu processo produtivo, e identificar onde é necessário reduzir a capacidade produtiva para reduzir gastos e estoques é crucial para qualquer gestor de fábrica. A recuperação das fábricas japonesas no pós-guerra fala por si só…

Saiba mais: Efeito Chicote e Gestão de estoques

Agora, se você se interessou mas necessita de ajuda para otimizar os processos da sua fábrica, a Fluxo Consultoria pode te ajudar! Visite a nossa página e solicite um Mapeamento de Processos da sua Fábrica! Entraremos em contato com você para esclarecer as suas dúvidas!

Caio Lemos

Graduando em Engenharia de Produção, atualmente trabalha na Fluxo como Gerente de Projetos. Já gerenciou projetos de Mapeamento de Processos, Pesquisa de Mercado e Plantas Arquitetônicas.

This Post Has 2 Comments

    1. Boa tarde, Tiago!
      Ficamos felizes por ter ajudado! Em breve teremos mais novidades no nosso blog sobre gestão emprasarial! Até lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *