Estudo De Componentes - Fluxo Consultoria

Estudo de Componentes: o que é e para que serve?

“É imprescindível que os componentes mecânicos estejam dentro de uma série de padrões e normas técnicas definidas pela ABNT e passa isso serve o estudo de componentes.”

Você já pensou em melhorar a eficiência do seu equipamento ou criar um produto que julgou inovador e que poderia fazer sucesso no mercado, mas não sabia como fabricá-lo? Por exemplo, você já teve problemas em usar a sua furadeira e achou que podia otimizar o seu mecanismo de modo a torná-lo mais automático? Se esse for o seu caso, este artigo poderá ajudá-lo a esclarecer como implementar a sua ideia da melhor maneira possível.

Sempre que pensamos em criar um novo equipamento, é preciso ter em mente não só as características e funções que devem ser atendidas, mas também quais peças são necessárias para garantir para garantir que o equipamento seja seguro, fabricável, comercializável e fácil de usar.

Mas o que é um Estudo de Componentes? 

O estudo de componentes consiste em um levantamento discriminando que tipos de peças atenderão a todos os requisitos do equipamento, além de suprir as funcionalidades desejadas e que viabilizem sua construção. Além disso, é imprescindível que os componentes mecânicos estejam dentro de uma série de padrões e normas técnicas, definidas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas – pois o seu objetivo é parametrizar a interpretação nacional e internacional.

Sendo assim, esse estudo deve gerar um relatório mostrando o embasamento teórico por trás de cada escolha de componente, além de mostrar quais características do projeto serão atendidas por cada componente escolhido. Consequentemente, o estudo busca também analisar de que forma um produto já existente pode ser melhorado ou de quais maneiras o cliente pode obter um aprimoramento de alguma das características do produto final.

E como funciona na prática um projeto de Estudo de Componentes?

A Fluxo levantará junto com você as características e funções desejadas para o equipamento. A partir desses requisitos, será feito um estudo para determinarmos como o equipamento irá funcionar e que tipos de peças serão necessários para que ele funcione com qualidade e segurança, respeitando as normas vigentes.

Com todos os requisitos mapeados, pode-se procurar materiais e produtos que atendam a cada característica. Após a etapa de pesquisa, inicia-se o estudo de cada um dos componentes do projeto, discriminando suas características e funcionalidades, além das vantagens (ou desvantagens caso existam) da sua utilização na estrutura desejada. Feito isso, deve ser elaborado um relatório contendo os resultados obtidos nos estudos, a explicação de como funciona cada componente, as possibilidades de materiais a serem escolhidos, o porquê da escolha de cada material (corrosão em equipamentos industriais), e as possíveis formas de otimização do produto.

A partir disso, nós costumamos realizar Cálculos Estruturais – onde estabelece-se a capacidade de sustentação dos elementos básicos de uma estrutura – e Dimensionamento de Componentes – onde são dimensionados os componentes -, para que ao final tenhamos o Design da Peças a serem detalhadas através de Modelagens 3D e Desenhos Técnicos Mecânicos, feitos em softwares CAD, como TopSolid e SolidWorks.

Por fim, como uma forma de deixar mais formalizado o detalhamento da peça, são elaborados os Manuais de Montagem e Fabricação. Sendo assim, outras pessoas poderão entender a sua constituição interna, de modo que facilite a construção. Além disso, em associação com esses manuais, é elaborado o Diagrama Explodido, que demonstra a relação ou sequência de montagem em uma disposição espacial, sinalizando todas as partes do conjunto e a ligação entre os seus componentes.

E os benefícios em contratar um Estudo de Componentes?

Ao final do projeto, você poderá estudar a viabilidade técnica e financeira da sua ideia, além de testar o funcionamento adequado do equipamento por meio dos Cálculos realizados e validados com os nossos professores orientadores a fim de garantir a segurança de resultados para nossos clientes. Consequentemente, será possível visualizar a concepção do projeto por meio da Modelagem 3D com seu respectivo Desenho Técnico. Portanto, ajudaremos você a colocar em prática a sua ideia inovadora e que pode ser um sucesso de vendas.

Gostaria de saber mais sobre o assunto ou pedir um conselho presencial sobre componentes? Deixe seu comentário e seu contato. Você pode também inscrever seu e-mail na nossa newsletter para receber os próximos artigos!

Luís Felipe Piragibe

Graduando em Engenharia Mecânica, e atualmente trabalho como Coordenador de Projetos no setor de mecânica, materiais, metalúrgica, naval, nuclear e petróleo. Já gerenciou projetos de Modelagem, Desenvolvimento de Máquina, Desenvolvimento de Aplicativo e Construção Civil.

This Post Has 5 Comments

  1. Bom Dia! Gostei muito da matéria apresentada. Estou fazendo um curso em que a leitura de interpretação e leitura de desenhos mecânicos é primordial.
    Existe neste estabelecimento aulas para pessoas que tenham grande dificuldade em definir (ler) detalhes de um desenho de uma peça?.
    Por exemplo: existe, neste estabelecimento um profissional que ensine como interpretar (ou ler) Desenho de uma base soldada para máquina e outros objetos?
    É possível eu receber uma resposta? estou necessitando muito.
    Desde já, agradeço.
    José.

  2. […] Deve atentar-se aqui não só ao quesito funcionalidade, mas também considerar os outros pontos dados como entradas para o projeto. Analisando a rentabilidade da máquina, uma forma de reduzir os custos para a sua produção é encontrar fornecedores que tenham os componentes necessários no catálogo de produtos, ou seja, que fabricam o produto constantemente. Entenda melhor como reduzir custos através desse artigo sobre como fazer um estudo de componentes mecânicos. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *