Sistema De Climatizacao

Sistema de climatização: 5 Passos para uma boa manutenção

Já imaginou o seu dia a dia atualmente sem um sistema de climatização? Sem dúvida alguma essa invenção de 1902, por Willis Carrier, foi primordial para humanidade. Com o crescente aumento de temperatura terrestre ao longo dos anos, especialmente nos centros urbanos, seria praticamente inviável as atividades em ambientes fechados se não fosse esse aparelho. Como a grande maioria das máquinas, porém, o ar condicionado tem sua durabilidade, sendo necessário uma constante manutenção de suas condições. A sua confiabilidade está relacionada diretamente ao cuidado empregado na sua conservação através de um PMOC.

Se já é ruim não ter um sistema de climatização de ar, mais prejudicial seria ter um que fizesse mal aos seus usuários, comprometendo a qualidade do ambiente, a saúde e o rendimento profissional dos usuários. Pois, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a temperatura ideal do ar em ambientes fechados é de 21ºC a 23ºC para que se tenha o conforto térmico necessário para a alta produtividade.

Para evitar esses e outros problemas, é essencial a utilização do PMOC.

O QUE É UM PMOC?

PMOC é o Plano de Manutenção Operação e Controle de um sistema de climatização, ou seja, são as medidas necessárias para garantir a boa qualidade do ar ambiente. Em janeiro de 2018 ele passou a ser obrigação para empreendimentos que possuam sistemas a partir de 60.000 BTUs. Não apenas em um ambiente, mas sim a soma de todos os aparelhos de ar condicionado existentes no lugar.

Visto isso, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) será responsável por fiscalizar esse sistema de climatização. Todos os empreendimentos que estão dentro dessa exigência tem 180 dias para providenciarem o PMOC. Contados desde a promulgação da Lei Federal nº 13.589 de 4 de Janeiro de 2018, que regula o PMOC. Caso não se adequem, podem ser enquadrados na Lei Federal nº 6.437 de 20 de agosto de 1977. Que determina multas de até R$ 1.500.000,00, dependendo do risco, recorrência e tamanho do estabelecimento.

COMO O PMOC ATUA EM UM SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO?

Para cumprir a lei, o estabelecimento deve ter duas ART’s (Anotação de Responsabilidade Técnica) exigidas em um PMOC. São necessárias duas anotações diferentes, pois uma refere-se à parte mecânica e uma à química. Porém, elas devem ser realizadas por empresas diferentes.

ETAPA QUÍMICA

A análise química possui 4 etapas, sendo elas: visita, coleta de amostras, análise em laboratório e resultado. Esse é o procedimento que de fato garante a qualidade do ar ambiente. Pois verifica se as variáveis estão dentro dos parâmetros exigidos pela ANVISA para o bem estar e saúde das pessoas.

As análises necessárias de acordo com a “Resolução – RE nº 9, de 16 de janeiro de 2003”, são:

  1. Pesquisa e contagem de fungos
  2. Dióxido de Carbono
  3. Determinação da temperatura, umidade e velocidade do ar
  4. Aerodispersóides totais

ETAPA MECÂNICA

Já a etapa mecânica do PMOC é a que consiste em realizar o plano de manutenção preventiva em sistemas de climatização. Além de executar as manutenções periodicamente, garantindo assim que o sistema de climatização esteja sempre funcionando da melhor forma possível. Assim, como todo planejamento de manutenção, o PMOC tem basicamente 5 fases, sendo elas:

1) Cadastramento dos equipamentos

É a parte inicial e crucial para um bom plano de manutenção, pois nessa fase ocorre a organização dos equipamentos. Sendo necessária a criação de tags que consigam identificar facilmente cada equipamento. Pois elas que serão usadas para a criação do plano, geração de indicadores e acompanhamento das manutenções.

2) Estudo de cada equipamento

Nessa fase é feito o estudo individual de cada equipamento. Em que se verifica a situação atual, o histórico de defeitos, o regime de operação e o seu manual. Com essas informações é possível estruturar o seu plano de manutenção,  definindo a periodicidade de cada ação a ser realizada.

3) Implementação

A implementação é uma fase importante pois é a segunda base para que o planejamento ocorra da melhor forma possível. Nela se coloca as Tags nos equipamentos e  se introduz no dia a dia da empresa a rotina de manutenção. Ou seja, onde se define qual o melhor dia da semana para ocorrer as intervenções. E também qual profissional será responsável por receber e acompanhar a equipe de manutenção. Além disso, criar a cultura nos funcionários de relatar qualquer defeito que porventura aconteça. Essa açãoé extremamente importante para o histórico dos equipamentos.

4) Execução

Essa fase é onde de fato acontecem as manutenções, que seguem a periodicidade do plano. Elas devem ser feitas por um técnico em mecânica ou refrigeração, não necessariamente quem planejou. Isso garante que as mudanças necessárias sejam feitas da maneira correta, não danificando componentes ou o equipamento como um todo. Além disso, são elas que garantem a durabilidade e confiabilidade do equipamento.

5) Acompanhamento

O acompanhamento é importante por ser a fase em que se avalia, a cada intervenção no equipamento, se o plano realizado é o mais eficaz possível ou se alguma melhoria pode ser feita. Essa avaliação é realizada pelo técnico responsável pelas intervenções, que depois informa ao elaborador do plano a necessidade de uma reavaliação do PMOC.

Essas são as etapas de um PMOC, com elas o seu estabelecimento garante adequação às Leis Federais nº 6.437 e nº 13.589, estando livre de multas de até R$ 1.500.000,00. Garantindo então a qualidade do ar que seu sistema de climatização circula. Porém, esses não são os únicos benefícios, para conhecer todos, peça um orçamento gratuito de PMOC.

Caso tenha restado alguma dúvida de como funciona o PMOC ou caso não saiba se você precisa de um, fique à vontade para deixar seu comentário com suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *