Empresa Verde

Marketing Verde: a carta na manga do empreendedor do século XXI

Conheça essa nova forma de marketing e saiba como consolidar de vez sua empresa verde.

No contexto de uma sociedade preocupada com sustentabilidade e níveis de emissões de gases estufa, é extremamente coerente que corporações e indústrias em ascensão se alinhem a esse pensamento, adequando seus processos à tendência ambientalista vigente. Instituir uma empresa verde é, além de favorável ao meio ambiente, uma oportunidade de desenvolvimento de um marketing inteligente e sensível às necessidades, anseios e responsabilidades dos consumidores.

Para colocar essa ideia em prática e alavancar uma empresa verde, primeiramente é preciso ter conhecimento sobre o que é, de fato, ser ou não verde. Isto é, saber como as empresas e indústrias contribuem para a poluição do meio ambiente e as formas de impedir isso.

Os temidos gases estufas

O efeito estufa é um fenômeno essencial para a vida na Terra: é através dele que a temperatura do planeta se mantém estável. No entanto, o excesso de gases que contribuem para esse efeito na atmosfera faz com que as temperaturas se elevem mais do que o esperado, causando um superaquecimento global. São gases estufas o metano (CH4), os clorofluorcarbonetos (CFCs) e o dióxido de carbono (CO2). Este último é o principal colaborador para o aquecimento global, uma vez que sua presença no ar tem aumentado exponencialmente nas últimas décadas. O desmatamento, a grande circulação de automóveis e os processos industriais são as maiores fontes de gás carbônico da contemporaneidade.

Atualmente, as atividades industriais do Brasil contribuem pouco para as emissões mundiais de carbono, mas a extensão do desmatamento na Amazônia – cerca de 15.000 km2 por ano – coloca o país entre os dez maiores emissores mundiais deste gás. Por conta disso, o viés ambiental vem crescendo cada vez mais dentro das empresas, tanto para a contribuição com a preservação do meio ambiente, quanto para a criação de um marketing verde, que contribui muito para a imagem de pequenas, médias e grandes empresas.

Com isso, uma ação que vem se disseminando, principalmente em eventos, é a compensação da emissão de carbono durante o mesmo, através do cálculo e plantio de uma quantidade de árvores correspondentes, mais conhecida como Neutralização de Carbono. O que muitas pessoas não sabem é que essa neutralização não se restringe a eventos e que também pode ser realizada para empresas! Basta calcular as quantidades de emissões de cada processo que a mesma realiza em um certo período de tempo.

Tipos de emissão de gases

empresa verde2

Segundo a ISSO 14064, norma da ABNT que trata sobre a Gestão de Emissões e Remoções de Gases de Efeito Estufa (GEE), a emissões a serem neutralizadas se dividem em três tipos (em ordem de priorização): Emissões diretas, Emissões indiretas por uso de energia e outros tipos de Emissões indiretas. Geralmente, é priorizada a neutralização dos dois primeiros tipos, pois representam a parcela mais significativa das emissões de uma empresa. Vamos falar um pouco mais especificamente de cada uma delas:

  • Emissões Diretas

Inclui todas as fontes, sumidouros e reservatórios existentes dentro dos limites organizacionais estabelecidos de propriedade ou controlados pela empresa. Para identificá-los, é necessário identificar todas as atividades e registrar todos os processos realizados pela instituição, inclusive aqueles que não são resultado da atividade principal. Alguns exemplos desse tipo de emissão são: veículos a gasolina (a quantificação da emissão pode ser feita pelas características do veículo e sua quilometragem) e geradores a diesel (são quantificados pelos registros de compra do diesel e de abastecimento do equipamento).

  • Emissões Indiretas por Uso de Energia

Consiste na contabilização das emissões na geração da eletricidade, calor ou vapor comprados pela empresa, ou seja, as emissões que foram geradas no local onde a energia foi produzida e posteriormente consumidas pela empresa. Sendo assim, a única emissão abordada nessa categoria é a de utilização de energia, como exemplo mais comum a energia elétrica (que pode ser quantificada pelas faturas da companhia elétrica).

  • Outras Emissões Indiretas

São, consequentemente, todas as emissões que não se encaixam nas outras duas categorias, como por exemplo: Deslocamento de funcionários, transporte e distribuição da produção, Viagens de Negócios, etc. Saiba mais sobre tratamento de efluentes gasosos.

E como quantificar essas emissões? Como ser uma empresa verde?

O mais importante para iniciar a neutralização de carbono de uma empresa verde é a definição de um ano-base histórico para fins de comparação. É possível selecionar um ano específico ou fazer uma média entre os anos da empresa, dependendo da quantidade de registros disponíveis. A partir da definição desse ano-base e da obtenção dos registros de emissões, a quantidade de carbono emitida na atmosfera é calculada. Assim, pode-se também chegar à quantidade de árvores que devem ser plantadas para que seja feita a compensação de gases. Provamos, portanto, que o crescimento econômico pode sim estar alinhado à preservação do meio ambiente. O marketing resultante de uma ação como essas além de atrair consumidores em potencial que se identificam com a causa ambientalista, melhora a imagem do seu negócio frente ao mercado, tornando-o mais competitivo.

Ficou interessado no uso dos resíduos gasosos? Conheça o PGRS e saiba o que fazer com os resíduos sólidos da sua empresa. Quer saber mais sobre como firmar sua empresa verde? Entre em contato conosco e continue acompanhando o Blog da Engenharia para estar sempre por dentro das notícias!

Carolina Cinelli

Graduanda em Engenharia Química, atualmente trabalha como Gerente de Projetos e Assessora de Gestão de Pessoas. Gerenciou projeto de Desenvolvimento de Produto e Fórmula.

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *