6 Motivos Para Fazer Um Aplicativo

6 motivos para fazer um aplicativo

Você já teve aquela ideia inovadora para fazer um aplicativo, mas ficou em dúvida se o mundo dos apps era o melhor caminho? 

Em 2007, no ano de lançamento do iPhone, em conjunto com conceito de como funciona e como fazer um aplicativo, haviam pouco mais de um milhão de usuários de smartphone no mundo. Hoje, 10 anos depois, existem mais de 120 milhões de smartphones só no Brasil. Em média, o brasileiro passa 5 horas de seu dia conectado à Web, sendo que 90% desse tempo é gasto em aplicativos. Mas por que esses números são importantes para você?

De acordo com o Google, o Brasil é “fenômeno” no mercado de aplicativos. É fácil observar que o mercado mobile cresce muito a cada ano. Muitas empresas e empreendedores deixam de aproveitar essa oportunidade por medo de arriscar e desconhecimento das vantagens de se inserir nesse ambiente virtual. Afinal, um aplicativo pode custar caro, porém isso não é motivo de desânimo! Este artigo vai te ajudar a ilustrar os benefícios de digitalizar sua ideia com os apps.

Por que fazer um aplicativo?

Antes de entrar em detalhes, vamos responder a pergunta principal: por que fazer um aplicativo?

Muitas ideias que hoje aparecem na mídia parecem ser copiadas de alguma ideia já existente. De fato, é difícil criar algo 100% original devido a quantidade de informação que circula livremente por todas as camadas de comunicação do planeta. Assim, vê-se a necessidade de encontrar uma forma de se diferenciar nesse grande mar de ideias. Ao implantar sua inovação em um aplicativo, você consegue personalizar sua abordagem ao público e customizar a interação com o usuário.

1) Transformar a ideia em um negócio

Ao integrar sua ideia ao fazer um aplicativo, você estará criando um negócio baseado nela. Independente da área de aplicação, é muito importante pensar na imagem que sua ideia passará para seus clientes. Assim, entender alguns conceitos de valor de marca será muito útil para o desenvolvimento da sua ideia ao longo prazo.

pirâmide de kotler

Uma imagem chave para entender o impacto do seu negócio a longo prazo no público alvo é a pirâmide de Kotler (figura acima). Nela, podemos ver as fases necessárias para fidelizar o cliente. Cada uma possui um valor que precisa ser agregado antes de passar para o próximo estágio O aplicativo pode ajudar você a guiar seu consumidor durante todas as etapas desse processo.

2) Apresentar a sua ideia

O aplicativo fornece um canal direto de comunicação com esse cliente, estreitando a relação entre a empresa e o consumidor. Além disso, este canal não sofreria a interferência de outras marcas, visto que apenas o conteúdo disponibilizado por você entraria no app, incluindo seu logo, identidade visual, serviços, produtos e muito mais!

A dica é sempre buscar conhecer o seu cliente alvo e aplicar um conteúdo dirigido a ele. Entretanto, uma pequena observação em relação a isso: fique atento às restrições que as lojas digitais impõem sobre os aplicativos que podem ser comercializados nela. Algumas podem ser bem rígidas quanto a isso!

3) Relação com o cliente

Quando se cria uma relação mais próxima do cliente, você pode obter o contato direto com ele. O que isso proporciona? Primeiro, o cliente pode fornecer feedbacks sobre sua ideia diretamente pelo app, possibilitando conhecer a imagem que seu negócio passa e as sensações experimentadas por seus consumidores. Desse modo, as respostas ao público são agilizadas ao pegar esses feedbacks e melhorar o seu produto ou serviço.

feedback_do_cliente

Em segundo lugar, ao responder os feedbacks e atender demanda com rapidez, o consumidor cria uma percepção positiva do seu negócio, melhorando o julgamento que ele tem da empresa. Ou seja, através do contato direto entre você e o usuário app é possível intensificar a relação e fidelizar o cliente, fortalecendo a marca do seu negócio.

4) Rápido retorno financeiro

Mas afinal, o que você ganha com tudo isso? Depois de adquirir e criar um vínculo com seu consumidor – algo que o aplicativo claramente facilita – é hora de ganhar dinheiro com isso! Existem diversas maneiras de monetizar seu app. Cada uma delas depende muito do seu plano de negócios, pois cada consumidor possui uma visão diferente de como usufruir o aplicativo.

Porém, as recompensas podem ser gigantescas! O aplicativo Uber, por exemplo, foi lançado em 2010 e hoje já é avaliado em 70 bilhões de dólares, obtendo uma receita líquida de 2 bilhões só no primeiro semestre de 2016. Como podemos ver, é indiscutível o sucesso que um aplicativo bem feito pode trazer para o seu negócio.

5) Aplicativos ferramentas

Além dessas vantagens relacionadas ao cliente, os aplicativos também podem ser usados como ferramentas para sua empresa. Desde o mapeamento dos processos da sua empresa até a otimização daquelas já existentes, os aplicativos facilitam o trabalho e diminuem o esforço aplicado, permitindo que os recursos do seu negócio possam ser alocados para outras tarefas.

Não sabe ao certo o que é ou se um mapeamento de processos é útil para você? Confira também as vantagens do mapeamento de processos!

6) Um divisor de águas

Muitos mercados tradicionais foram completamente remodelados graças a algumas empresas baseadas em apps. Duas delas, Spotify e Netflix, decolaram nas suas respectivas indústrias graças aos serviços de streaming para dispositivos mobile. Os dois ocupam os primeiros lugares entre os aplicativos que mais geraram receita no Brasil em 2016.

O Spotify é um aplicativo de streaming de conteúdo musical lançado em 2008. Em março de 2017, ele alcançou 50 milhões de usuários pagos. É um número bem alto, certo? Isso é só a ponta do iceberg! A receita anual da indústria musical em 2016, só nos Estados Unidos, foi de 7,7 bilhões de dólares, a maior desde 1998. Mais da metade desse valor vem do streaming. Antes, em 2015, o Spotify já produzia receitas de quase 2 bilhões de euros.

Pensou que apenas as empresas internacionais dominavam essa tecnologia? Também possuímos gigantes do mercado em território brasileiro! Aplicativos como o iFood e o Nubank não ficam para trás quando o assunto é revolucionar o modo como realizamos nossas tarefas diárias. O primeiro mudou completamente a maneira como procuramos e pedimos pratos de restaurante em domicílio. O segundo quebrou vários paradigmas do setor bancário, oferecendo um cartão de crédito livre de taxas e anuidades.

Nenhum desses negócios começou com um aporte bilionário. Na verdade, todos seus empreendedores possuíam apenas suas ideias e força de vontade para adquirir os investimentos e criar seus aplicativos de sucesso.

E você? Já está preparado para levar sua ideia à frente e investir no mundo mobile dos apps? A Fluxo Consultoria pode te ajudar com isso! Nosso desafio é trabalhar com você para criar o próximo aplicativo de sucesso no mercado.

Marcelo Leobons

Graduando em Engenharia de Computação e Informação, atualmente trabalha na Fluxo como Assessor de Marketing e Consultor de Projetos em Computação, Controle e Eletrônica. Já executou e gerenciou projetos de Sistema Web.

This Post Has 3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *