Aplicativo Apple Store

Como fazer seu aplicativo ser aceito na Apple Store

A Apple é conhecida pelo seu severo controle de qualidade na aceitação de novos aplicativos para a sua Apple Store, que pode demorar um bom tempo, inclusive algumas semanas. Mas por que toda essa demora? Isso é dado pois são levados em consideração vários critérios técnicos, de design, de conteúdo e de funcionalidade, como por exemplo, se seu aplicativo não for útil para a maioria dos usuários ou se não for nem um pouco inovador (mais uma calculadora ou relógio), é bem provável que ele seja recusado.

Mas não se preocupe, nós fizemos esse artigo para lhe dar algumas dicas de o que fazer, e principalmente o que não fazer, para ter seu aplicativo aceito pela Apple.

O aplicativo precisa funcionar perfeitamente

Aplicativos que ficam travando, apresentam bugs, lançam códigos executáveis ou instaláveis ou estão em versão demo, teste ou beta serão rejeitados. Para isso existe a área de desenvolvedor, onde você poderá fazer testes com alguns usuários que você escolher, sem publicar o aplicativo na loja virtual.

Os softwares que não cumprirem com tudo o que prometem em propagandas, também serão bloqueados. A Apple até examina se o programa consome muita bateria, por isso tome cuidado com códigos ruins que ficam em loops, ou até mesmo se o seu aplicativo ativa algum recurso físico do celular, tais como GPS ou câmera, e não os desativa depois de sair do aplicativo, pois se eles ficarem em segundo plano ativos poderão consumir muito a bateria, e nem a Apple nem o usuário vão gostar muito disso.

Existe um tamanho limite para os aplicativos da Apple Store

O programa não pode ser maior do que 100 MB. A Apple explica que um tamanho maior impossibilitaria os downloads em redes. E o seu aplicativo não é nenhum Facebook ou Messenger da vida. Faça um aplicativo um pouco mais simples, e veja a aceitação de público, depois de um tempo vai fazendo o upload de atualizações.

Não coloque o nome “marketing” no nome do seu app

O setor de triagem de aplicativos da Apple barra qualquer aplicativo baseado somente em marketing, publicidade e propaganda. Isso também se aplica para aplicativos que servem como portfólio de empresas, sem uma função muito específica. Aplicativos que fazem propagandas não aprovadas por eles, ou de outros aplicativos, com certeza serão recusados. Mas isso não impede que o seu aplicativo não tenha propaganda ou portfólio da sua empresa, contanto que ele não seja exclusivo para esse fim. E nem tente burlar isso colocando uma função bem simples no aplicativo, pois se essa funcionalidade não for o cerne do seu app, mesmo assim ele será negado.

Normas de nomes, temas e ícones

Plataformas concorrentes (Android ou Windows, por exemplo), são assuntos terminantemente proibidos, assim como nomes com palavras de baixo calão (palavrões), mas o seu aplicativo não vai ter isso, não é mesmo?

Os ícones devem conter imagens que tenham censura de até 4 anos. Todos os ícones do aplicativo devem ser similares (símbolos e padrão de cores), para evitar confusões, e isso deixa o seu aplicativo mais agradável, bonito e elegante. Outros temas que são cortados são: conteúdo malicioso, empresas de tecnologia (ela não gosta muito das concorrentes) e relações públicas.

Verifique a grafia

Principalmente quando for falar sobre a Apple e seus produtos. Qualquer erro de escrita (como por exemplo Iphone, o correto seria iPhone), fará seu aplicativo ser rejeitado na hora, além do mais, não pega bem com os usuários do seu app, então dê muita atenção para isso.

Verifique as imagens

As imagens do aplicativo precisam estar em boa qualidade tanto no iPhone, quanto no iPad. Cheque a resolução nos dois aparelhos antes de enviar o aplicativo para aprovação. Cheque também se o seu aplicativo é bem adaptável em telas de diferentes tamanhos. Além do mais, fique bem atento se o seu aplicativo é rotacional, pois os elementos visuais podem ficar bem estranhos com o dispositivo deitado.

Use as funções já existentes no iPhone

Os aplicativos que usam funções nativas do aparelho, como GPS e câmera tem uma maior probabilidade de serem aceitos. Uma aba que possibilite o envio de fotos ou vídeos já seria o suficiente, por exemplo.

Normas para módulos e links

A Apple costuma aceitar somente aplicativos com no máximo três módulos com a função infotab e três com a função website. Os conteúdos de todos os módulos devem ser preenchidos, e todos os que permitem inclusão de imagens devem ter imagens de fundo. Os cinco primeiros módulos não podem ser em função de informações (PDF, Info ou Website). O TabBar (menu inferior) não pode ultrapassar cinco links. Os botões “avançar” e “voltar” devem ficar no menu superior. O programa também não pode mudar a função dos botões do aparelho, como por exemplo o botão de volume (nada de usá-los para dar zoom ou outra coisa).

Configurações de privacidade da Apple

O aplicativo não pode ter acesso à localização do usuário sem a permissão do mesmo. Informações pessoais e confidenciais não podem ser exibidas na barra de avisos, aquelas notificações. Softwares que solicitam informações do usuário para que funcionem serão rejeitados, você pode pedir os dados depois, mas não pode ser obrigatório para que o usuário entre no sistema. Sempre criptografe bem as informações dos seus usuários, é mais segurança para eles e para você. A Apple analisa todas as brechas do programa para que a privacidade do cliente seja protegida.

Preocupe-se com o conteúdo e interface

A interface precisa ser simples e de fácil manuseio. Todos os utilitários devem funcionar tanto em iPhone, quanto em iPad, sem nenhuma modificação. Aplicativos precisam ter um objetivo claro e conteúdo dinâmico, para que os usuários usem eles mais de uma vez. Se a Apple não ver utilidade no seu programa, irá rejeitá-lo sem dúvidas.

Agora é só tirar a sua ideia do papel e transformá-la em um aplicativo incrível, se adaptando a todas as dicas que eu dei aqui, é claro. Se ainda tiver alguma dúvida, entre em contato ou deixe sua pergunta nos comentários. Se já quer fazer o seu aplicativo e ter a certeza que ele estará nos padrões da Apple, basta nos procurar, estamos preparados e ansiosos para lhe atender.

Para mais conteúdo como esse, continue lendo o nosso blog. Estamos sempre postando coisa nova e de diversos assuntos.

Até a próxima.

Carlos Serra Menezes

Graduando em Engenharia Elétrica na Universidade Federal do Rio de Janeiro, Gerente de Projetos e Assessor de Marketing na Fluxo Consultoria. Já gerenciou projetos Banco de Dados, Sistema Web e Aplicativos, na metodologia SCRUM. Responsável pelo Site da Fluxo Consultoria, Marketing Digital e a área de Divulgação da Empresa.

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *