ASO

App Store Optimization ASO: 6 passos para destacar seu aplicativo nas buscas

Como a ASO faz com que você seja notado pelos usuários de forma eficaz

Momentos em que você percebe que sua ideia revolucionária de aplicativo está estagnada na plataforma digital podem te levar a indagar se sua intuição estava errada. Talvez até comece a pensar que “não era algo tão incrível assim e é melhor desistir”. Porém, em se tratando do meio digital mobile, a pergunta que deveria surgir é: “o que estou fazendo errado?”. A resposta pode estar na ASO.

Segundo uma pesquisa realizada pela Nielsen Company, mais de 63% dos usuários encontraram aplicativos por meio de buscas nas App Stores. Assim, é possível que a falta de notoriedade seja um resultado da forma com que são posicionadas para o público, visto que existem diferenças sutis nesse direcionamento: são as técnicas SEO e ASO.

ASO ou SEO?

ASO é sigla para “App Store Optimization”, isto é, a otimização dentro da loja do aplicativo. Já SEO significa Search Engine Optimization”, ou a otimização das plataformas de busca. Ambas são técnicas que permitem a maior visibilidade de seu produto digital, com a diferença de que ASO é direcionada para o mundo mobile, e SEO para a web.

Enquanto a SEO prioriza títulos e subtítulos, a ASO se preocupa também com fatores on-page (dentro da página). Desse modo, existem 5 pontos fundamentais na hora de se posicionar nos primeiros lugares dos rankings da Apple Store ou da Play Store. São eles: nome, ícone, palavras-chave, descrição e screenshots.

1- Identifique seu público alvo

Será que seu nome retrata com fidelidade suas funcionalidades? Seu ícone diz o porquê de você ser a melhor escolha em meio a tantos outros na loja? Alguém leigo com relação a seu produto teria interesse em baixa-lo? As respostas vem de forma automática na cabeça de seus potenciais usuários, e a ASO garante que elas serão o que você espera.

O primeiro passo é identificar o público alvo, ou seja, a quem o aplicativo tem a intenção de atingir. Seriam adolescentes? Professores? Motociclistas? Essa definição é fundamental para direcionar sua marca. Afinal, um aplicativo de calculadora científica para pesquisadores não deveria provocar as mesmas emoções que um jogo da memória para crianças.

2- Nome ou Título

Agora que conhece seu foco, o título vem de forma mais clara. Para oferecer uma experiência consistente ao usuário, é importante que ele consiga entender o objetivo de sua ferramenta a primeira vista. Os melhores títulos são, muitas vezes, apenas um jogo de palavras com suas funções.

Procure palavras associadas com o que você oferece. Pense também em frases pequenas, e no que seria pesquisado para retornar seu app. Outro ponto importante é a quantidade de caracteres permitidos: o recomendado para um bom entendimento se encaixa de uma a três palavras. Caso sua marca seja conhecida no mercado, costuma-se utilizar o próprio nome dela, uma vez que já existe uma base de clientes.

3 – Ícone

O ícone é sua imagem diante do público. Em geral, é por ele que você será mais reconhecido, enquanto o nome cumprirá o papel de suporte. Se o título não está claro e a imagem não oferece uma dica do seu conteúdo, é muito difícil que alguém escolha ir adiante para seu perfil.

Dessa forma, não é recomendado inserir textos na sua imagem, uma vez que torna sua visualização confusa e descaracterizada. Além disso, deve-se sempre ter em mente o grande número de smartphones no mercado e suas diferentes resoluções. O mesmo vale para fotos com muitos detalhes.

Mais uma vez na procura por consistência, tente manter sua identidade visual. Utilize cores que se destacam e chamem atenção de forma apropriada. Por outro lado, tenha em mente que se seu título foi concebido seguindo o método ASO, sua eficiência nas buscas e em passar sua ideia deve criar maior liberdade na hora de inventar um ícone.

4- Palavras-Chave

Talvez essa seja a parte que precise de maior atenção na hora de ser otimizada. É a sua chance de ganhar tráfego orgânico, isto é, conquistar novos usuários sem o uso de anúncios. Uma estratégia de ASO eficaz foca em três pontos principais: volume, competição e relevância.

O volume faz menção à quantidade de pessoas que realmente procuram pelas palavras-chave que você escolheu. Isso é imprescindível para que seu aplicativo sempre esteja dentro de um grupo de pesquisa.O constante monitoramento dessa variável garante que nenhuma palavra que se torne obsoleta desperdice o espaço de outras mais populares.

Já competição se refere ao uso de palavras muito relacionadas a aplicativos de maior notoriedade, ou expressões já saturadas e de ampla utilização. Existem ferramentas online que mensuraram essa competitividade, e podem te ajudar a tomar a decisão entre entrar na disputa ou não. O ideal é procurar sinônimos com volume de busca e menor concorrência.

Por fim, os termos devem ter relevância com as funções do aplicativo. Pense aqui o que você pesquisaria, sendo um usuário qualificado ou não. Exclua palavras ambíguas e que não sejam atreladas exclusivamente ao que oferece. Caso encontre dificuldade, pergunte a pessoas que não conhecem seu aplicativo, o que elas buscariam.

Com relação às palavras em si, observe que as curtas e genéricas possuem grande volume, porém alta competição. Por outro lado, frases maiores e mais específicas levam a clientes mais certos do que procuram, mas são pouco requisitadas. Tente encontrar um meio termo entre elas, com uma estratégia que explore essas sutilezas.

5 – Descrição

Agora que ganhou a atenção do usuário, essa é sua maior chance de convencê-lo a fazer o download. A descrição deve conter informações importantes e chamativas nas primeiras linhas, e incitar a clicar no botão de “ver mais”, onde devem estar em mais detalhes os dados do aplicativo, utilizando os 4000 caracteres oferecidos.

Em geral, as descrições podem chegar de duas a três frases antes de serem cortadas: 255 caracteres na Apple Store e 80 na Play Store. Assim, apresente sua proposta de valor de forma criativa e sem ser muito técnico. Garanta que as melhores funcionalidades estejam no topo de forma sucinta, junto a uma narrativa envolvente e que fale com o emocional.

Já partindo para o texto principal, listas rápidas são ideais para que até quem tem pressa mantenha a atenção. Tente inserir palavras-chave naturalmente ao longo do texto, sem causar confusão ou sair do contexto. Além de mantê-lo sempre atualizado, é interessante a disponibilização em outros idiomas, para um maior alcance de público.

Um fator persuasivo é a citação de reviews de pessoas ou sites proeminentes, assim como prêmios e estatísticas de downloads que falem a seu favor. Pense na credibilidade da fonte e no impacto que pode causar no leitor. Por último, faça uso do “call-to-action” ao final do texto, ou seja, incite o usuário a dar o próximo passo, com frases como “Baixe agora!”

6 – Screenshots

Conhecidas também como “prints de tela”, elas têm grande influência na decisão do usuário de seguir em frente com seu aplicativo ou não. Screenshots com bons apelos visuais podem aumentar o número de downloads em até 30%, se comparados aos que utilizam textos. Isso ocorre porque uma parcela considerável das pessoas olham apenas as imagens, os jovens em especial.

Com a chegada do iOS11, dispor os prints em uma ordem coerente tem ainda mais importância, uma vez que agora estão na tela inicial de busca. Não tenha medo de utilizar o número máximo de fotos que cada loja disponibiliza para dar ênfase em suas vantagens sobre os concorrentes. Atenha-se, porém, a contar uma história cativante para o usuário.

Como padrão, a primeira tela prende a atenção do usuário e dá a ideia principal do que será sua experiência. A segunda explica como o problema é resolvido ou como torna a vida de quem usa melhor. Já a terceira mostra resultados positivos de sua utilização, arrematando a decisão de compra. Já com as restantes, sinta-se livre para revelar outras funções.

Diferente do que ocorre com o ícone, pequenas frases ou palavras isoladas que sirvam como suporte para a screenshot são perfeitos para a clareza e assimilação. Busque enquadrá-los de forma visual e que siga o design geral do aplicativo adotado nas fotos. Vale inclusive incluir um call-to-action e telas em outras línguas, já que ajudam a aumentar as conversões.

Comece agora e faça seu app aparecer em 1° lugar nas buscas!

Agora que já entendeu como a técnica ASO faz com que você seja notado pelos usuários de forma eficaz, o que acha de colocar em prática? Monte suas hipóteses, troque ideias com amigos, faça pesquisas online ou aplique suas ideias em um pequeno teste (ou MVP).

Ainda tem dúvidas sobre o assunto e quer se aprofundar? Inscreva-se em nossa Newsletter para receber regularmente conteúdos exclusivos e continue lendo nossos artigos para tranformar seu aplicativo em um sucesso absoltuto!

Helena Caldas Almeida Magalhães

Graduanda de Engenharia Elétrica na UFRJ, é gerente de projetos da Fluxo Consultoria e atua na área de Computação, Controle e Eletrônica. Possui experiência com Banco de Dados, Sistema Web e Aplicativos para smartphone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *