Skip to content

Fluxo Consultoria – Consultoria em Engenharia da UFRJ

6 dicas para melhorar a qualidade do ar interno através do sistema de climatização

6 dicas para melhorar a qualidade do ar interno através do sistema de climatização

qualidade do ar

A qualidade do ar é afetada pelo sistema de climatização. Nesse post iremos ensinar como fazer com que o ar mantenha sua qualidade.

Como medimos a qualidade do ar?

Imagem5
Fonte: Freepik

A qualidade do ar interno é um aspecto fundamental para a saúde e o bem-estar das pessoas em ambientes fechados. Existem diferentes métodos e parâmetros para medir a qualidade do ar, permitindo avaliar a presença de poluentes e substâncias que possam afetar a saúde das pessoas. Além disso, quando o ar não está adequado, é comum surgirem sintomas que podem indicar problemas na qualidade do ar.

Para medir a qualidade do ar interno, são considerados alguns parâmetros e substâncias, tais como:

Partículas Suspensas: Mede a quantidade de partículas finas presentes no ar, como poeira, pólen, fuligem e outros contaminantes sólidos. A concentração dessas partículas é medida em microgramas por metro cúbico (µg/m³).

Partículas Suspensas: Mede a quantidade de partículas finas presentes no ar, como poeira, pólen, fuligem e outros contaminantes sólidos. A concentração dessas partículas é medida em microgramas por metro cúbico (µg/m³).

Compostos Orgânicos Voláteis (COVs): São substâncias químicas emitidas por materiais de construção, móveis, produtos de limpeza e outros elementos presentes no ambiente. A medição dos COVs ajuda a identificar a presença de substâncias potencialmente prejudiciais à saúde.

Umidade Relativa do Ar: Mede a quantidade de umidade presente no ar. Um nível adequado de umidade (geralmente entre 40% e 60%) é importante para o conforto e para evitar problemas de saúde, como irritação das vias respiratórias e ressecamento da pele.

Temperatura: Mede a temperatura ambiente. Uma temperatura adequada contribui para o conforto e o bem-estar das pessoas.

O que afeta negativamente a qualidade do ar?

Imagem6
Fonte: Freepik

A qualidade do ar na climatização pode ser afetada por diferentes fatores, que podem comprometer a saúde e o conforto das pessoas que frequentam o ambiente. É essencial compreender esses fatores para garantir uma climatização adequada e saudável. Abaixo estão alguns dos principais elementos que podem afetar negativamente a qualidade do ar na climatização:

Acúmulo de poluentes: Os sistemas de climatização podem acumular poeira, pólen, fungos, bactérias e outros poluentes ao longo do tempo. Se os filtros e os componentes do sistema não forem devidamente limpos e mantidos, esses poluentes podem ser dispersados no ar, comprometendo a qualidade do ar interno.

Má Ventilação: A ventilação inadequada pode levar ao acúmulo de dióxido de carbono (CO2) e outros gases nocivos no ambiente. Isso pode ocorrer em ambientes fechados, onde não há renovação adequada do ar. A falta de ventilação adequada pode resultar em desconforto, fadiga e dificuldade respiratória.

Contaminação por Emissões Químicas: Alguns materiais de construção, móveis, produtos de limpeza e outros elementos presentes no ambiente podem emitir compostos orgânicos voláteis (COVs). Esses produtos químicos podem causar irritação das vias respiratórias, alergias e outros problemas de saúde quando estão presentes em concentrações elevadas no ar.

Umidade Excessiva ou Insuficiente: A umidade excessiva no ambiente pode promover o crescimento de fungos, bactérias e ácaros, o que pode causar problemas respiratórios e alergias. Por outro lado, a umidade insuficiente pode levar ao ressecamento das vias respiratórias e da pele, causando desconforto e irritação.

Falta de Manutenção: A falta de manutenção regular nos sistemas de climatização pode resultar no acúmulo de sujeira, poeira e poluentes nos filtros, dutos e componentes do sistema. Isso pode comprometer o desempenho do sistema e a qualidade do ar interno.

Contaminação Microbiana: A presença de micro-organismos, como bactérias, vírus, fungos e ácaros, pode ocorrer em sistemas de climatização mal mantidos ou com pouca limpeza. Esses micro-organismos podem ser liberados no ar e afetar a saúde das pessoas, especialmente aquelas com sistema imunológico enfraquecido ou alergias.

É fundamental adotar práticas adequadas de manutenção, limpeza e monitoramento da qualidade do ar para evitar esses problemas. Realizar a limpeza regular dos sistemas de climatização, trocar os filtros de ar conforme as recomendações do fabricante e garantir uma ventilação adequada são medidas essenciais para preservar a qualidade do ar em ambientes climatizados.

Dicas caseiras para melhorar a qualidade do ar

Melhorar a qualidade do ar em sistemas de climatização é uma preocupação constante para muitas pessoas. Além das medidas profissionais, existem algumas dicas caseiras que podem auxiliar a aumentar a qualidade do ar em ambientes climatizados. Confira a seguir algumas sugestões:

Ventilação Natural: Aproveite os momentos em que as condições climáticas permitirem e abra as janelas para permitir a entrada de ar fresco. A ventilação natural ajuda a renovar o ar interno, diminuindo a concentração de poluentes e melhorando a qualidade do ar.

Uso de Plantas: Algumas plantas têm propriedades de purificação do ar, ajudando a remover toxinas e aumentando a qualidade do ar ambiente. Exemplos incluem a Espada-de-São-Jorge, Hera Inglesa e Lírio da Paz. Ter plantas em ambientes internos pode contribuir para a melhoria da qualidade do ar.

Limpeza Regular: Mantenha a limpeza regular dos ambientes e dos componentes do sistema de climatização. Limpe superfícies, móveis e objetos regularmente para reduzir a concentração de poeira e alérgenos. Além disso, limpe regularmente os filtros de ar do sistema de climatização de acordo com as instruções do fabricante.

Uso de Desumidificador: Se a umidade estiver alta, o uso de um desumidificador pode ajudar a controlar os níveis de umidade no ambiente. O excesso de umidade pode favorecer o crescimento de mofo, fungos e ácaros, afetando a qualidade do ar.

Evitar Produtos Químicos: Evite o uso excessivo de produtos químicos no ambiente, como produtos de limpeza agressivos, sprays de odor e perfumes. Esses produtos podem liberar substâncias químicas prejudiciais ao ar e à saúde.

Manter Animais de Estimação Higienizados: Se você tem animais de estimação, mantenha-os limpos e bem cuidados. Animais de estimação podem liberar alérgenos que podem comprometer a qualidade do ar. Escove seus animais de estimação regularmente e mantenha a higiene adequada para minimizar a disseminação de pelos e alérgenos.

É importante lembrar que essas dicas caseiras são complementares às medidas profissionais de manutenção e limpeza do sistema de climatização. Se você suspeitar de problemas relacionados à qualidade do ar, é sempre recomendável consultar um profissional para uma avaliação mais aprofundada.

Adotando essas dicas, você pode contribuir para melhorar a qualidade do ar em ambientes climatizados, proporcionando um ambiente mais saudável e agradável para você e sua família. Mas não se esqueça, mantenha sempre a manutenção em dia!

Como a Fluxo Consultoria pode te ajudar?

Pensando em um projeto de climatização eficiente e 100% completo, de acordo com as normas, a manutenção do seu sistema já existente ou a instalação de um sistema de climatização de forma segura? Entre em contato conosco! Avaliação e orçamento gratuitos. A Fluxo Consultoria também realiza a instalação de aparelhos de climatização. Para saber mais sobre HVAC ou PMOC clique aqui.

Posts relacionados:

Climatização Eletrobras – Estudo de Caso

Climatização Sorveteria – Estudo de Caso

Climatização – Conheça o HVAC e suas vantagens

Climatização – Entenda o que é um PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle)

Marketing Fluxo

Somos um grupo de graduandos da UFRJ que decidiu ir além das salas de aula da mais tradicional Escola de Engenharia do Brasil. Em busca de vivência empresarial e experiência em gestão, queremos nos preparar o quanto antes para o mercado de trabalho. Para isso, realizamos projetos de engenharia com a supervisão dos professores para resolver os problemas de nossos clientes.

Escreva um Comentário

O que é Fluxo?

Somos uma empresa júnior, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, de acordo com a Lei 13.267/2016, e realizamos projetos de consultoria em engenharia. 

Posts Recentes

Siga-nos

Se inscreva em nossa Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades e conteúdos em primeira mão 

Há mais de 30 anos, a Fluxo realiza projetos de engenharia, com infraestrutura e tecnologia da UFRJ. Prestamos serviços para pessoas físicas, pequenos empreendedores e grandes empresas do mercado. Por isso, temos ampla experiência em consultoria e oferecemos soluções personalizadas para você.