skip to Main Content
Como Fazer Uma Planta De Casa: Passo A Passo Completo

Como fazer uma planta de casa: passo a passo completo

Um dos maiores sonhos e objetivos da vida adulta é ter uma casa própria.

Mas o que é melhor que uma casa personalizada para atender às suas necessidades?

Para isso, uma das primeiras etapas para se construir uma casa, é planejá-la, e nessa etapa está incluso desenho da planta de casa.

Mas como fazer uma planta de casa?

É exatamente o que hoje vamos te mostrar.

Então, se quiser entender como fazer uma planta de casa passo a passo para que você consiga planejar melhor seu imóvel, continue lendo.

Conceitos que você deve saber antes de fazer a planta de casa

Planta baixa

A planta baixa se trata de um desenho técnico que tem como objetivo representar uma construção.

Ela se dá a partir de um corte imaginário à altura de 1,50 m do piso.

Ou seja, é uma vista superior, (sem a cobertura), do que será construído.

Nela irá conter:

  • cômodos;
  • espessuras de parede;
  • aberturas de janelas e portas;
  • o nível da construção;
  • cotagem;
  • detalhes hidráulicos e elétricos.

Escala, cotagem e nível. Estes três termos são expressões técnicas para facilitar o entendimento da planta pelos profissionais que a usarão. 

Escala

A Escala é a relação entre as medidas que estão na planta e as medidas reais.

Existem três tipos de escala, a escala de Ampliação, a Real e a de Redução.

A usada nas plantas baixas é a escala de redução, pois é a que torna possível representar distâncias e tamanhos reais em uma escala reduzida.

Cotagem

Cotagem são linhas que indicarão os comprimentos e larguras dos objetos que estão representados na planta baixa.

Já o nível indicará a elevação ou baixa do piso em relação ao nível do terreno.

Agora que definimos alguns dos termos importantes para quem pretende fazer uma planta baixa, vamos tratar da execução de uma planta.

Alguns passos devem ser seguidos para que se tenha uma planta de boa qualidade e que seja assertiva no que deverá ser executado.

Entenda quais métodos de construção devem ser usados

Quando se tem um terreno novo, é importante que se saiba as características dele para que se possa construir com segurança e qualidade.

Casas mais simples irão exigir um menor cuidado do que grandes empreendimentos.

Mas, ainda é importante se saber.

Características como o tipo do solo e nível d’água, são importantes, pois, irão definir o método de construção ou materiais específicos.

Cada etapa da construção tem diversos métodos de construção.

Da fundação à cobertura, passando pelos revestimentos, é necessário escolher o método e os materiais que serão utilizados.

Fundação

A escolha do tipo de fundação irá depender do tipo de construção, isto é, qual será o tamanho e características do que será construído.

A fundação mais usada em casas são as fundações rasas, que não necessitam de muita escavação.

Pois, não será um empreendimento tão pesado e, em geral, são o suficiente para sustentar no solo brasileiro.

Das fundações rasas, as principais para casas são a fundação em radier e as sapatas.

Sendo as fundações mais simples e baratas, já que não é necessário grande trabalho para executá-las e usam materiais básicos.

Estrutura e vedações

Estrutura e vedações dependem do que tem no mercado e quais materiais forem mais em conta para serem utilizados.

As estruturas mais comuns são as de concreto moldado in loco (no canteiro) e as vedações mais utilizadas em casas são com tijolos cerâmicos ou cimentícios.

Cobertura e revestimento

Cobertura e revestimento são os últimos pontos tratados, as coberturas, apresentam muitas vezes apresentam estruturas de madeira e telhas cerâmicas, metálicas ou cimentícias.

Já o revestimento é a parte que mais desprende dinheiro da obra individualmente, já que seus materiais são mais caros e podem exigir mão de obra especializada.

Passo a passo de como fazer uma planta de casa

Agora que temos uma ideia geral do terreno e de que materiais serão utilizados na nossa obra podemos então partir para o esboço da casa.

Uma das ferramentas que garantiram agilidade para esse processo foi a criação de softwares de modelagem.

Programas como AutoCad e SketchUp permitem desenhar as plantas baixas, e também permitem uma modelagem 3D do projeto.

O que é um grande facilitador, tanto para quem cria o projeto quanto para quem irá visualizá-lo, as modelagens 2D e 3D facilitam muito a compreensão

1. Esboce

O primeiro passo é a criação de esboço, isto é, um desenho simples e rápido de como a casa é idealizada.

Como se dará a distribuição dos cômodos, os fluxos de passagem e aberturas.

2. Faça o desenho do lote

desenho do lote

Toda construção está locada em um terreno, logo é importante ser desenhada já dentro do terreno, de modo a se ter uma ideia de em que local do terreno ela será feita.

Com os dados do terreno podemos então locar os pontos da casa e então passar para o próximo passo.

3. Desenhe a casa

Agora que sabemos o lugar onde será construída a casa, vamos desenhar as paredes e aberturas dos cômodos, onde se irá definir as espessuras das paredes, tamanho e localização das portas e janelas.

4. Insira os locais das portas, louças e bancadas

portas, louças e bancadas em uma planta de casa

Agora que temos os cômodos e localização das portas e janelas é então hora de adicioná-las.

É importante incluir os elementos hidrossanitários na planta baixa, como louças e bancadas, para se ter uma melhor ideia de como será instalado o sistema hidrossanitário.

5. Coloque as cotas e níveis necessários

cotas e níveis da planta de casa

Como explicado anteriormente as cotas tem como função definir as dimensões dos elementos da planta.

Assim, as cotas são os números que indicam as medidas das peças e devem estar representadas em planta.

legenda das cotas e níveis

Os níveis também devem ser representados em cada cômodo onde ele variar, tendo o nível do terreno como o nível 0. 

6. Desenhe a cobertura da casa

cobertura da planta de casa

Uma linha tracejada deve ser adicionada para representar a cobertura. Deve ser calculada a projeção da cobertura e então fazê-la.

Esta linha irá servir para indicar quais serão as áreas cobertas e as que não deverão estar cobertas.

7. Defina os cortes da casa

cortes da planta de casa

Os cortes são cortes imaginários verticais que tem como função mostrar compartimentos internos do projeto.

Altura do pé direito, altura das portas, dimensões dos degraus de uma escada, e demais informações que não constariam em uma planta baixa.

8. Faça a humanização da planta da casa

humanização da planta de uma casa

Este é um ponto muito utilizado para se ter uma melhor ideia de como será a distribuição dos móveis e ter uma melhor noção do espaço que se tem.

Se dá pela adição de móveis e utensílios para que seja mais amigável visualmente para quem a veja.

Lembrando que tudo que é referente ao processo de desenhos técnicos devem estar conforme normas técnicas.

Conclusão

A planta de casa é o passo inicial para qualquer um que esteja pensando em construir a casa própria.

Porém, não entender bem como fazer a planta de casa pode comprometer a estrutura da casa, bem como também não te dará uma visão mais completa de como ela será.

Por isso, entender o terreno em que está sendo construída, definir os materiais necessários e ter uma visão completa da sua casa, poderá facilitar a construção e evitar gastos desnecessários durante a obra.

Então, garanta que a planta de sua casa esteja bem definida para seguir com a sua obra sem dores de cabeça.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *