skip to Main Content
5 Passos Para Reduzir Os Gastos Com Ar Condicionado

5 passos para reduzir os gastos com ar condicionado

Não importa onde você mora ou trabalha, um ar-condicionado é um aparelho quase que indispensável, especialmente se você mora no Brasil.

Esse aparelho, que é parte da vida do brasileiro, permite o conforto da temperatura amena.

Ainda garante um ambiente controlado e livre de barulhos, já que o espaço deve estar sempre fechado, para garantir o seu bom funcionamento.

Mas, ter um ar condicionado não significa só vantagens.

É preciso ter cuidado com os custos desse aparelho, principalmente porque ele pode ser responsável pela maior parte da sua conta de energia.

O verão e o aumento da energia

O uso do ar condicionado é imprescindível em qualquer época do ano, mas no verão, seu uso se intensifica.

Atrelado a esse aumento no consumo, temos também o aumento de várias “técnicas” (que muitas vezes são mitos) sobre a economia de energia no uso do ar condicionado.

Por exemplo:

Vale a pena desligar o ar condicionado durante o período de uma hora de almoço e depois ligá-lo no retorno do expediente?

A resposta é não.

O ar condicionado realiza 2 esforços em sua operação:

  1. Diminuir a temperatura do ambiente
  2. Deixá-la baixa

Por isso, não é uma boa ideia desligar o ar-condicionado em curtos períodos de tempo, já que ele vai precisar de mais energia para deixar o ambiente na temperatura desejada.

Segundo Renato Giacomini, coordenador do departamento de Engenharia Elétrica da FEI

“caso o período sem a necessidade de uso do aparelho for longo, de um dia para outro, por exemplo, vale a pena desligar. Se esse período for curto, de uma hora, por exemplo, melhor deixar ligado”

Então, pensando em te passar as melhores informações, listamos 5 passos para reduzir os gastos com ar-condicionado. Confira!

1. Compre um ar-condicionado adequado ao seu ambiente

Você pode começar a economizar antes mesmo de instalar o ar-condicionado da sua empresa.

Na hora da compra, saiba a quantidade de BTUS necessárias para o seu espaço.

Isso permite que o ar-condicionado funcione de maneira eficiente e também que você evite desperdiçar dinheiro com equipamentos mais caros (que possuem maior quantidade de BTUS).

Além disso, prefira os modelos com a tecnologia inverter. Esse modelo consome menos energia e a economia pode ser 40% maior .

2. Preste atenção na temperatura do ar-condicionado

É possível economizar até 50% de energia apenas com a regulação correta da temperatura do ar-condicionado.

Evite deixar o aparelho no frio máximo, pois isso força o aparelho a trabalhar mais, consumindo mais energia.

O ideal é regular o termostato para que ele fique entre 20ºC e 23ºC, assim as trocas de calor serão mais sutis, fazendo com que a a diferença entre o espaço interno e externo não fique tão diferente e gaste menos energia.

3. Mantenha o ambiente fechado

Apesar dessa dica ser óbvia para muitas pessoas, é sempre bom lembrar: o ar-condicionado foi feito para ambientes fechados.

Ou seja, não adianta escolher a quantidade de BTUS certa e ajustar a temperatura de forma prudente se houver muitas saídas de ar como portas e janelas.

É importante destacar que, mesmo fechadas, elas possuem brechas que causam o escape do ar frio.

Assim, sempre que possível, faça a vedação dessas brechas: embaixo da porta e entre as janelas.

4. Mantenha a manutenção do ar-condicionado em dia

A manutenção do seu ar-condicionado é um ponto importante para levar em consideração.

Muitas pessoas ignoram a cultura da limpeza desses equipamentos, se esquecendo de que um aparelho sujo pode aumentar em até 20% a conta de energia e ainda causar problemas de saúde para aqueles que estão no ambiente.

E mais, a sujeira pode até queimar o compressor e provocar um curto-circuito.

Por isso, a manutenção mensal, ou semestral, deve acontecer, ainda que seja feito apenas a limpeza dos filtros com água corrente.

5. Instale a condensadora em locais ventilados

Um dos grandes mitos relacionados ao consumo de energia dos aparelhos de ar-condicionado é que o local da instalação da condensadora não influencia no consumo de energia.

Mas sim, influencia.

É necessário instalá-la em um ambiente onde haja circulação de ar, evitando assim o retorno do ar insuflado – que impede que o aparelho funcione adequadamente.

É importante lembrar que a redução do consumo de energia de qualquer equipamento eletrônico se dá, principalmente, pelo seu bom uso.

Tudo começa, claro, com a escolha do aparelho, que possui as indicações de gasto de energia.

Mas depois de comprado, atente-se às normas de utilização e às nossas dicas.

[DICA BÔNUS] Engaje toda a sua equipe para ter uma maior economia

Não adianta buscar o aparelho mais adequado, isolar o ambiente de vazamentos desnecessários e controlar prudentemente a temperatura se apenas você, enquanto líder, tiver esse papel.

É preciso engajar a sua equipe e repassar para ela os cuidados necessários com ar-condicionado.

Mostrar que o desperdício é desnecessário e que os gastos com isso poderiam ser revertidos em investimentos educacionais para toda a equipe ou bônus anual.

Para alguns casos, como a limpeza e manutenção, a responsabilidade será toda do líder do setor.

Mas em casos comportamentais, toda a equipe pode e deve se sentir motivada a ajudar.

Gostou do conteúdo? Quer aprender mais dicas de economia de energia e o melhor uso de seus aparelhos? Visite nosso blog

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *