skip to Main Content
Energia Solar: Verdades E Mitos

Energia solar: Verdades e mitos

Com as graves ameaças do aquecimento global ao meio ambiente, a busca por fontes alternativas de energia tem se tornado cada vez mais frequente. A energia solar é uma fonte de energia renovável que possui grande potencial de crescimento no Brasil e tem se expandido muito nos últimos anos. 

Nesse processo, é comum escutarmos muitas coisas diferentes a respeito da geração de energia por sistemas fotovoltaicos. Algumas verdadeiras, outras nem tanto. Neste artigo vamos desvendar alguns mitos que costumamos ouvir sobre energia solar.

1 É possível zerar a conta de luz

Mito!

Mesmo que o sistema solar gere energia suficiente para zerar a conta de luz é preciso pagar um valor mínimo à distribuidora pelo uso da rede (em sistemas on grid), chamado de custo de disponibilidade. Este valor em kWh corresponde à:

Para sistemas monofásicos: 30 kWh

Para sistemas bifásicos: 50 kWh

Para sistemas trifásicos: 100 kWh

Além disso, existem outras cobranças obrigatórias na conta de luz, como iluminação pública, ou também multas, juros ou seguros adquiridos que são cobrados na conta e não são abatidos do crédito gerado pela energia solar.

2 A placa não gera energia em dias nublados 

Mito!

A energia solar é gerada pela captação de raios solares que atingem a superfície terrestre. As nuvens, muitas vezes diminuem a incidência destes raios, mas não impede que cheguem à superfície. Logo, o sistema solar continua gerando energia em dias nublados, porém com menor eficiência.

3 Não há necessidade de baterias 

Verdade!

Sistemas solares conectados à rede (on grid) não necessitam de baterias. A energia gerada e não consumida instantaneamente é injetada na rede elétrica da distribuidora e se transforma em créditos para serem utilizados depois. A energia consumida em períodos de pouca ou nenhuma geração (como por exemplo à noite) é proveniente da rede da distribuidora e, ao final do mês, você paga pela energia consumida descontando o crédito gerado pela energia que foi injetada na rede. Se for injetada mais energia do que consumida em um determinado mês, você paga somente pela taxa de disponibilidade à distribuidora e o restante dos créditos permanecem válidos e podem ser utilizados pelos próximos 5 anos.

4 A placa gera menos energia em dias frios

Mito!

O calor não está diretamente ligado à quantidade de radiação solar que atinge as placas. Na verdade, o frio até contribui para geração, pois os módulos solares são mais eficientes em baixas temperaturas. Por exemplo, o deserto do Atacama é um ótimo lugar para geração de energia solar fotovoltaica: muito sol (irradiação) e baixa temperatura.  

5 Não compensa o investimento

Mito!

O investimento em energia solar tem se tornado cada vez mais vantajoso, principalmente por conta do aumento acentuado no preço da energia no Brasil dos últimos anos e da queda do custo das tecnologias dos sistemas fotovoltaicos. Atualmente já é possível ter retorno do investimento em apenas 3 anos e na maior parte das vezes o retorno não passa dos 7 anos! Esse é um ótimo retorno, já que estamos falando de um projeto com vida útil de 25 anos ou mais. Veja mais sobre as vantagens de investir em energia solar aqui.

6 A placa solar dura 25 anos ou mais

Verdade!

A garantia padrão usada no mundo todo para um painel solar é de 25 anos, sendo que ele só perde 20% da sua eficiência quando chega no final. A maior parte dos sistemas solares instalados há 25 anos continua funcionando, o que faz o retorno sobre o investimento ser ainda melhor!

7 O sistema necessita de muita manutenção

Mito!

O módulo solar é muito resistente, inclusive sob condições climáticas extremas, e não necessita de muita intervenção para limpeza ou manutenção ao longo do tempo. A própria chuva oferece grande parte da limpeza necessária para manter a geração de energia elétrica eficiente. Lugares com poeira ou sujeira excessiva, como próximo a rodovias movimentadas ou determinadas fábricas, podem demandar uma limpeza mais frequente para manter a eficiência do sistema. Vale lembrar que deve se tomar cuidado na hora de limpar as placas para não arranhá-las ou deixar manchas pelo uso de produtos inadequados.

8 É possível gerar energia em um local e consumir em outro

Verdade!

Essa é uma das novas modalidades da geração distribuída proposta pela Aneel em 2015, denominada de autoconsumo remoto. Essa modalidade permite que você instale seu painel solar em um local diferente da residência ou estabelecimento consumidor. 

Esse artigo foi escrito pela Vatio, empresa de energia solar com ampla experiência na área. A Vatio cuida do projeto e da instalação de sistemas solares fotovoltaicos além de ser responsável pela manutenção do sistema depois dele já estar instalado e de possuir opções próprias de financiamento (sem envolver bancos) flexível para cada cliente. Se interessou? Saiba mais aqui. 

Ficou com alguma dúvida? Clique aqui. A Vatio está a sua disposição para tirar qualquer dúvida.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *