skip to Main Content
4 Erros Mais Comuns Ao Comprar Chuveiros Elétricos

4 erros mais comuns ao comprar Chuveiros Elétricos

Não há nada melhor do que chegar em casa após um dia exaustivo de trabalho e tomar aquele banho “quentinho” para relaxar. Mas antes disso, é preciso escolher o chuveiro elétrico ideal para seu banheiro, isso pode ser determinante para a eficiência e bom resultado do seu projeto.

Com a diversidade de produtos disponíveis no mercado e o desenvolvimento de novas tecnologias, encontramos cada vez mais dificuldades para escolher o produto ideal para o nosso banheiro.

Para que sua decisão seja assertiva, a escolha deve ser baseada não somente em critérios estéticos, mas também funcionais. Lembre-se também que o momento do banho deve proporcionado, além da limpeza, relaxamento e renovação, um resultado ineficiente pode ocasionar sua insatisfação total.

Não basta o chuveiro elétrico apresentar um design interessante se não apresentar conforto, funcionalidade e economia. Portanto, a especificação desse equipamento deve se basear na análise de todos esses critérios.

Vamos apresentar os 4 erros comumente cometidos na hora de comprar chuveiros elétricos, assim você poderá evitar de cometê los também.

1. Não verificar a condição de pressão da água

 A condição de pressão da água oferecida no imóvel influi diretamente na escolha do chuveiro ideal. A pressão da água de uma residência unifamiliar é diferente da de um edifício de apartamentos: como a pressão hídrica está diretamente relacionada à altura da coluna de água, quanto mais alta for a edificação, maior será a pressão da água fornecida.

É por isso que em um edifício de vários andares geralmente a pressão da água dos pavimentos mais baixos é maior que a dos pavimentos mais altos, que estão mais próximos da caixa d’água.

torneira com pressão de água

Já as residências que recebem água diretamente da rua geralmente apresentam pressão maior que outros sistemas de abastecimento.

A pressão da água pode fazer toda a diferença entre um banho simplesmente ok e um banho super relaxante, já que um chuveiro elétrico de alta pressão proporciona uma sensação de bem-estar parecida com a de uma massagem feita pela água.

Por isso, vale a pena investir em um modelo com pressurizador interno, principalmente se você mora em andares altos, em que a pressão da água não é tão boa.

Mas se não encontrar esse tipo de chuveiro facilmente também não há problema, porque é possível comprar um pressurizador à parte!

2. Não se atentar ao consumo de energia do chuveiro elétrico

Para evitar gastos altos e sustos ao final do mês ao qual houve a instalação do chuveiro, é importante levar em conta o consumo do aparelho que você pretende comprar.

consumo elétrico

Os chuveiros de 220 volts e os de 110 têm quase o mesmo gasto de energia. Então não é bem isso que faz diferença no quesito. Para medir o consumo de energia, deve-se atentar à potência do aparelho.

Banner1Powered by Rock Convert

Nesse caso, aqueles com potência menor que 5.400 watts costumam gastar pouca energia, mas queimam mais facilmente. Por outro lado, se você quer um chuveiro mais durável e potente, invista em um com uma potência maior.

3. Não tomar conhecimento sobre a limpeza e durabilidade do chuveiro

Sim, o chuveiro também precisa estar limpo! Limpeza e durabilidade são itens muito importantes na especificação de um chuveiro. Se não verificados podem causar sérios problemas, além de proporcionar gastos, que poderiam ser evitados se houvesse um pouco mais de atenção.

O aço inoxidável é o material mais recomendado, pois além de evitar o enferrujamento, é um material resistente à corrosão e a altas temperaturas, atribuindo segurança e durabilidade ao produto. Além disso, é altamente higiênico.

Além da limpeza externa, a limpeza do espalhador também é essencial para garantir a vida útil do produto. Pensando nisso, foram lançados no mercado chuveiros com mecanismos auto-limpantes, evitando o entupimento das saídas d’água (e os desvios nos jatos) ocasionado pelo acúmulo de partículas.

4. Não escolher o modelo de ducha elétrica adequado: parede ou teto?

Existem vários modelos de chuveiros disponíveis no mercado, cada um deles foi pensado e deve atender algumas necessidades específicas. Os modelos ficam divididos em  duas categorias de instalação, que são: instalações em parede ou no teto. Esse fator é determinante para que ocorra tudo bem e vamos explicar o motivo. 

Chuveiros de parede

Os chuveiros de parede são os modelos mais comuns, indicados em situações em que a tubulação hidráulica está embutida na parede. Podem ser encontrados chuveiros de parede com ou sem tubo (ou “pescoço”); quanto mais longo o tubo, maior a distância entre o jato de água e a parede.

Essa é uma característica importante a se considerar principalmente quando o espaço do box é reduzido: nesse caso, recomenda-se um chuveiro com tubo menor.

Além disso, nessa categoria também se encontram os chuveiros com desviador e ducha manual, que, quando desejado, impedem a saída de água simultânea pelo chuveiro principal e desviam o curso da água somente para a ducha manual, possibilitando direcionar o jato apenas para as partes do corpo desejadas.

Chuveiros de teto

Os chuveiros de teto apresentam a vantagem de poderem ser instalados no centro do box, aproveitando melhor esse espaço. Porém, sua instalação é mais restrita pois só podem ser utilizados em situações em que a instalação hidráulica provenha do teto.

Consequentemente, também exigem a instalação de forro para esconder essa tubulação. Nessa categoria os fabricantes recomendam que o pé-direito do banheiro não ultrapasse a faixa dos 2.40m – 2.50m de altura, para que se garanta um bom jato d’água.

Conclusão

Além de não cometer os erros mencionados e levar em consideração todas as dicas já citadas, tenha também como parâmetro a marca do produto. A marca não só pode como deve ser levada em conta na hora de escolher um chuveiro.

Então faça uma pesquisa prévia na internet, procurando saber opiniões de outros consumidores. 

Dê preferência às marcas conhecidas no mercado, que possuem mais credibilidade entre seus clientes, afinal, quem melhor para apontar defeitos ou fazer recomendações do que quem já teve experiências com o produto, não é mesmo?

Se você chegou até aqui, parabéns! Você já sabe o que fazer e quais erros não cometer, na hora de comprar o seu chuveiro elétrico. Tem algum outro segredinho que não mencionados aqui? Deixe sua dica nos comentários e enriqueça ainda mais este post! 

Aproveite e conheça nossos outros conteúdos especialmente criados para você, falamos sobre os mais variados temas, tenho certeza que você irá gostar.

This Post Has One Comment
  1. Seção 3, limpeza, tópico 2, aço inoxidável. Não é mais perigoso ter um chuveiro com corpo metálico uma vez que no Brasil o aterramento é um item não disponível nas residencias? Moro em apartamento e tenho crianças. Fico apreensivo em ter um equipamento com corpo todo metálico que faz uso de uma corrente tão alta.
    Parabéns pelo site.
    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *