skip to Main Content

Gestão Ambiental nas Empresas: saiba porque é importante e se sua empresa faz corretamente

Pessoa colaborando com a gestão ambiental da empresa

Nas últimas décadas a relação dos seres humanos e suas atividades com o meio ambiente, tem ganhado cada vez mais importância na opinião pública. Desde o uso de água em uma residência até as consequências ambientais das atividades industriais, tudo tem se tornado pauta nas discussões que tratam do futuro do planeta.

As empresas não ficam de fora dessa discussão, a gestão ambiental nas empresas se tornou uma gerência essencial para a sustentabilidade da empresa.

Essa gestão ambiental também ajuda a empresa a se manter relevante no mercado, já que o público está mais ambientalmente consciente e não tem interesse em comprar produtos ou contratar serviços de empresas que não se preocupam com o meio ambiente.

Governos e órgãos responsáveis têm estabelecido normas ambientais para regular as ações das empresas, proteger o meio ambiente e a população. Estabelecendo multas e demais punições em casos em que se há o descumprimento dessas medidas, resultando em impactos ambientais na região.

O que é Gestão Ambiental nas empresas?

O principal objetivo de se empregar a gestão ambiental nas empresas é minimizar todos os tipos de impacto ao meio ambiente que sejam ocasionados pelas atividades da empresa.

Para este fim, a equipe deve atuar de forma preventiva e corretiva para tornar as organizações mais ambientalmente sustentáveis, isto é, para que consiga repor os recursos naturais que são utilizados nos processos da empresa.

Define-se então como parte um das partes da gestão das estruturas organizacionais, contemplando responsabilidades práticas, procedimentos, processos e recursos para a aplicação, elaboração, revisão e manutenção de toda a política ambiental da empresa. Se firmando um máximo desempenho das atividades econômicas com o mínimo de impactos ao meio ambiente.

São partes integrantes da gestão ambiental:

Política ambiental

Se trata de um conjunto de princípios que tem como função confrontar as aspirações sociais e/ou governamentais no que se refere à regulação, ou modificação de fatores como o uso, controle, proteção e conservação do meio ambiente.

Planejamento Ambiental

Um estudo com o objetivo de dar foco a adequação do uso, controle e proteção do ambiente às aspirações sociais e governamentais expressas de formalmente, ou não, em políticas ambientais através da coordenação, compatibilização, articulação e implantação dos projetos de intervenção estrutural e não estrutural.

Gerenciamento Ambiental

Se dá pelo conjunto de ações destinadas a regular o uso, controle, proteção e conservação do meio ambiente, além de avaliar se a situação atual está em conformidade com os princípios estabelecidos na política ambiental.

Assim, ao se falar de gestão ambiental em um contexto organizacional não é apenas um método utilizado pelas empresas de evitarem problemas legais e restrições ou riscos ambientais, mas também como um modo de se adicionar valor a ela.

Esse fenômeno faz com que as empresas estejam buscando cada vez mais aprimorar seu desempenho ambiental ao longo dos anos. Essas reformulações trazem benefícios não só para o meio ambiente, mas dá uma imagem melhor da empresa para o público.

No entanto, no Brasil não se tem a obrigatoriedade da instalação e manutenção de um setor de gestão ambiental nas empresas. Mesmo havendo toda uma legislação específica sobre crimes ambientais.

Portanto, é possível que a gestão ambiental possa tanto ser praticada de forma direta quanto indireta, a depender da decisão dos gestores. Independente do modo em que se haverá a contratação dos profissionais que irão atuar no gerenciamento, é necessário seguir as normas em vigor, o que demanda a atuação de colaboradores e consultores especializados.

Equipe falando sobre-gestao ambiental nas-empresas
Foto de RF._.studio no Pexels

Importância da gestão ambiental nas empresas

O mercado está em constante mudança, onde ao passar do tempo tem criados necessidades e tendências. Como já comentamos, o novo perfil do mercado e dos seus consumidores, assim como as leis vigentes, incentivam a gestão ambiental como uma área que não pode ser deixada de lado pelas empresas, seja qual for seu tamanho.

Mesmo não havendo a necessidade de se manter uma gestão ambiental na empresa, é recomendável que o faça, pois, havendo colaboradores focados e dedicados a gestão ambiental será possível, com uma maior facilidade, uma tendência de melhora contínua do seu status como uma empresa sustentável e que promove as pautas ambientais.

Algumas das diversas vantagens de se investir em gestão ambiental nas empresas são:

  • Evitar punições, como multas, infrações, processos e paralisação de atividades: as leis do país determinam as multas e punições às empresas que cometerem os crimes ambientais, onde muitas dessas punições podem colocar em risco a sustentabilidade da empresa;
  • Aumento do valor da marca, pois os consumidores prezam por aquelas empresas que se preocupam com a sustentabilidade do ambiente: a evidência e importância que as pautas sociais e ambientais têm ganhado na mídia mostra a sociedade os impactos que as indústrias e empresas podem causar tanto ao ambiente quanto a população, por este motivo o consumidor tem se tornado cada vez mais consciente, comprando produtos e contratando serviços de negócios verdes;
  • Aparecimento de vantagens competitivas, já que a empresa é bem vista pelos clientes e potenciais clientes: como já falamos, as ações de proteção ao meio ambiente e redução da emissão de poluentes trazem uma ótima estigma para a empresa, o que faz com que ela ganhe uma maior evidência no mercado, sendo então vista por mais pessoas e se tornando uma opção mais interessante;
  • Reduzir custos devido à redução no desperdício e eliminação de riscos ambientais que geram despesas: como uma das pautas da gestão ambiental é a redução de desperdícios para que não se tenha o desperdício de recursos naturais, essa redução nos desperdícios afeta diretamente o lucro da empresa, já que se reduzirá os custos com matéria-prima, sem que se sobre material sem uma função ou forma útil.

Para concluir

Podemos então concluir que a gestão ambiental nas empresas é essencial para que ela venha a se manter de forma competitiva no mercado. Havendo a melhora na opinião pública acerca da empresa, o que irá fazer com que mais pessoas sejam atraídas, possivelmente se tornando clientes, além de promover reduções em custos com desperdício e evitando multas previstas em lei.

6 Benefícios do Planejamento Estratégico em tempos de crise
Consultoria de Processos: o que é e o que faz

Outros assuntos:

This Post Has One Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CNPJ: 72.387.608/0001-21

A Fluxo Consultoria é uma empresa sem fins lucrativos, visando fomentar o empreendedorismo no Brasil através de projetos de engenharia de alta qualidade e custo abaixo do mercado. Todo o valor ganho é revertido para a formação profissional dos nossos membros e alunos da UFRJ.