skip to Main Content
Poka Yoke: Como Usar Essa Técnica Para Diminuir Erros Em Sua Indústria?

Poka Yoke: como usar essa técnica para diminuir erros em sua indústria?

Sua empresa trabalha evitando e prevenindo erros e defeitos na produção?

O Poka Yoke é um sistema que surgiu para te ajudar a atingir justamente esses objetivos.

Ainda não sabe o que é o Poka Yoke e o que signfica?

É por isso mesmo que criamos esse conteúdo onde vamos te mostrar o que é essa técnica, onde surgiu, para quê serve, quais seus tipos e um passo a passo para você iniciar com ela.

Quer aprender como usar essa técnica e evitar que produtos defeituosos cheguem nas mãos dos seus clientes? Continue lendo.

O que é Poka Yoke?

Poka yoke surgiu nos anos de 1960 e é uma técnica originada no Japão cujo objetivo é basicamente prevenir falhas em uma linha de produção.

A tradução para esse nome quer dizer “à prova de erros”, algo que já resume bem a utilidade da técnica, que funciona como uma metodologia de inspeção desenvolvida para evitar riscos de essas falhas humanas e corrigir erros nos processos industriais.

Ela faz parte do Sistema Toyota de Produção e no Brasil, essa técnica foi inicialmente utilizada na indústria automobilística pelas fábricas da Volkswagen e Ford.

Geralmente, existem duas principais formas para se corrigir erros:

Método de controle

É o método mais eficiente na maioria dos casos, o qual faz com que a máquina pare totalmente suas atividades até que o problema seja corrigido.

Portanto, é preferível que esse método seja usado em ocasiões de fácil correção do problema.

Método de advertência

Quando um alarme é disparado ou uma luz é ativada com o objetivo de alertar os trabalhadores.

Esse deve ser utilizado em defeitos que ocorrem com mais frequência e de solução mais difícil ou impossível.

E a ideia é que, de forma simples e criativa, sua empresa fique imune a falhas evitáveis, em qualquer setor que envolva possíveis erros e defeitos.

Porém, existem diversas formas dessa técnica ser aplicada. Vamos conhecer elas?

Quais os tipos de Poka-Yoke?

Existem vários tipos de meios diferentes de se utilizar essa técnica:

1. Poka Yoke de Prevenção

Esse é o tipo mais comum de Poka Yoke e tem como objetivo eliminar o que causa o erro em um sistema produtivo.

Essas causas podem estar relacionadas a fatores humanos e serem resolvidas por meio de treinamentos com a equipe, por exemplo, ou podem ser resultado de máquinas com defeitos os quais devem ser resolvidos.

2. Poka Yoke de Detecção

Esse estilo de Poka Yoke pode ser de controle ou de advertência, como falamos mais acima.

Mas, as principais diferenças estão no fato de que, enquanto o Poka Yoke de controle interrompe a atividade por completo, o de advertência apenas sinaliza por meio de recursos visuais ou sonoros a falha que está ocorrendo, sem necessariamente interromper o sistema produtivo.

Um exemplo disso são os sensores dos automóveis que ficam emitindo um som até que se coloquem os cintos de segurança.

Também os sensores de ré que emitem sons conforme o automóvel se aproxima de alguma superfície, evitando possíveis acidentes.

3. Poka Yoke de Valor Fixo

O Poka Yoke de valor fixo objetiva garantir que uma quantidade específica de movimentos seja seguida durante um determinado processo.

E, caso isso não aconteça, um alerta é gerado.

Um exemplo disso seria separar as peças por produto e se, ao final da montagem, ainda sobrarem peças, sinalizando que o produto está incompleto.

4. Poka Yoke de Etapas

Já o Poka Yoke de etapas está ligado ao cumprimento da ordem de atividades em um determinado processo.

Por exemplo, em caixas eletrônicos há uma série de procedimentos que precisam ser seguidos na ordem, do início ao fim da operação para que o objetivo seja atingido.

Em alguns tipos inclusive, o dinheiro só é liberado quando o cartão é retirado da máquina, evitando que o cliente esqueça-o por lá.

Agora que você entendeu o que é e quais são os tipos, vamos para o principal.

Por que você deveria aplicar essa técnica na sua empresa?

Quais os benefícios do Poka Yoke?

A principal vantagem de adotar essas táticas é justamente evitar que produtos defeituosos cheguem até as mãos de seus clientes e manchem o nome da sua marca.

Afinal, a confiança é fundamental para a fidelização e para a conquista de novos compradores.

Outro ponto importante é evitar falhas de segurança na produção, poupando seus funcionários de possíveis acidentes de trabalho, por exemplo.

Se interessou em usar essa técnica na sua indústria? Então aprenda agora como aplicar ela na prática.

Como implementar o Poka Yoke na sua indústria?

Você pode implementar o Poka Yoke na sua empresa por meio destes passos simples:

1. Identifique as principais falhas

O que exatamente você deseja corrigir? 

Converse com seus funcionários, observe sua linha de produção e encontre os principais erros que causam mais transtornos à sua fábrica.

Uma sugestão é utilizar a ferramenta de Matriz GUT para definir a ordem de prioridades para a solução dessas falhas.

2. Entenda como essas falhas aparecem

Descubra o que está causando as falhas para poder agir em cima disso.

Como você pode resolver o problema? Um treinamento com a equipe é suficiente? A falha é humana ou mecânica? 

A partir dessas informações, você terá maior noção de estratégias para evitá-las.

3. Liste as possíveis soluções

Faça uma lista das possíveis soluções e de como prevenir essas falhas, já que a prevenção acaba sendo muito menos custosa tanto na questão financeira quanto no tempo investido.

Nessa etapa é bem importante que você convide seus funcionários a fazerem sugestões também.

Boas estratégias são premiar as melhores soluções ou até mesmo convidá-los a uma dinâmica de brainstorming.

4. Faça os testes necessários

Antes de efetivar as soluções, analise os possíveis riscos e verifique se serão realmente eficazes.

5. Aplique

Implemente as soluções fazendo as mudanças necessárias e não esqueça de prestar atenção aos resultados para saber se essas mudanças estão realmente trazendo algum retorno.

A ideia é que hajam menos erros na produção e, consequentemente, menos custos e mais produtividade.

6. Faça os ajustes necessários

Pode ser que algumas das soluções não alcancem o retorno esperado ou até mesmo diminuam sua eficácia ao longo do tempo.

Por isso, fique atento aos possíveis ajustes que precisarão ser feitos para a manutenção dos bons resultados e execute-os sempre que necessário.

Dessa forma, você continuará evitando maiores dores de cabeça!

Conclusão

É importante salientar que o Poka Yoke não substitui a inspeção por pessoas na qualidade.

Mesmo sendo passíveis de erros, essa inspeção não deve ser descartada porque ela ainda é eficaz e contribui para que uma porcentagem ainda menor de defeitos na sua produção cheguem até o cliente final.

Por fim, ao aplicar essa técnica em sua empresa, certifique-se de estar adotando um sistema simples e barato, pois essas soluções não costumam requerer grandes investimentos. 

Se o custo para solucionar o problema for muito alto, é bem provável que você não tenha descoberto a solução mais criativa e eficiente.

Nesse caso, vale a pena analisar também o custo de um defeito do seu produto. 

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *