skip to Main Content

O que é um protótipo, para que serve e pode ajudar seu negócio a desenvolver melhores produtos

Pessoa sabendo o que é um prototipo e trabalhando nele

Uma empresa deve sempre buscar se reinventar e inovar com seus produtos e serviços. Além de precisar estar atento ao mercado e as necessidades de seus clientes, é necessário realizar testes dos novos produtos. Para isso, é essencial saber o que é um protótipo!

Muitas empresas investem parte de seu capital em projetos de novos produtos, no entanto, os resultados não saem como o esperado em alguns casos. Normalmente, a surpresa negativa está relacionada ao fato de que o conceito planejado para o produto está errado ao fim do desenvolvimento do projeto.

Dessa forma, para contornar essas situações, investir em protótipos é a melhor saída!

Com um projeto bem estruturado e testado, é possível ter uma redução significativa nos custos desnecessários, assim como no tempo. Isso se dá devido ao contínuo teste das funcionalidades e design do produto.

Além disso, um protótipo agiliza o alcance da satisfação ao público. A partir dos feedbacks reunidos durante o processo, é possível implementar funções que melhor solucionem as necessidades de seus clientes.

Gostou de saber disso? Então o que acha de compreender melhor o que é um protótipo e como usá-lo para se ter mais sucesso na implantação de um novo produto?

Neste conteúdo, vamos te mostrar como podemos definir os protótipos, seus tipos, objetivo e, por fim, como começar a utilizar a fabricação de protótipos no desenvolvimento de novos produtos.

Vem com a gente!

O que é um protótipo?

Os protótipos são modelos preliminares de algum projeto para ser testado, seja em relação ao design ou funcionalidades. Mas a real importância de utilizar protótipos durante a fase de testes e planejamento é que poderá aumentar as chances de sucesso do produto no mercado.

Claro que do protótipo inicial até o produto final, temos uma trajetória cheia de aprimoramentos e testes que serão desenvolvidos até sua validação como produto.

Tudo isso para reduzir incertezas sobre a aparência, requisitos, usabilidade e o próprio desempenho do produto. Além de evitar prejuízos desnecessários, evidentemente.

Agora que você já compreendeu isso, podemos falar sobre os tipos de protótipo!

Tipos de protótipo

1- Protótipo evolutivo

Os protótipos evolutivos são modelos de produtos que estão evoluindo constantemente. Isto é, sua principal característica é a inclusão de novas funcionalidades durante seu processo de desenvolvimento.

Dessa forma, por consistir em uma série de testes, atinge-se uma qualidade ideal e mais adequada às necessidades dos clientes.

2- Protótipo comercial

No protótipo comercial, a forma de validação é a de funcionalidade. Assim, o foco geral desse tipo de protótipo é o sucesso de utilização do produto, como sua interatividade e ergonomia.

Inclusive, você sabia que a produção de protótipos comerciais apenas se tornou possível graças ao surgimento das impressoras 3D? Isso se deve ao baixo investimento e grande possibilidade de personalização rápida do produto.

3- Protótipo físico para avaliação estética

O terceiro tipo se trata de um protótipo voltado à avaliação e validação estética do produto. Assim, é importante que o principal ponto a ser considerado durante a fabricação seja a fidelidade com o visual final do produto.

A impressora 3D também facilita o trabalho desse tipo de protótipo. O motivo é simples: por permitir o uso de uma ampla gama de materiais e cores diferentes, se torna bem mais fácil fazer variados testes.

4- Protótipo volumétrico

Por fim, os protótipos volumétricos tem o objetivo de servir como base para prototipagens funcionais e estéticas. Sua principal característica é englobar encaixes e dimensões em uma visualização tridimensional.

Dessa forma, utilizando impressoras 3D, é possível fazer testes funcionais e estéticos, que recriam fielmente o modelo e sua geometria. O que torna todas as propriedades planejadas pelo desenvolvedor prontas para o teste.

Qual a função prática dos protótipos?

Como já comentamos, os protótipos têm a função de evitar custos desnecessários. Ou seja, previne que algumas características idealizadas durante o planejamento de um projeto não funcionem, ou não tenham a receptividade esperada do público.

Por isso, ao adotar a criação de protótipos como parte do desenvolvimento de um produto, você e sua equipe têm a possibilidade de compreender o que dará (ou não) certo ainda nas fases iniciais do projeto.

Banner4

Assim, é possível agregar muito aprendizado na tentativa de corrigir os erros mostrados pelo protótipo. Não é incrível?

Mas os benefícios não se resumem a isso! Nós da Fluxo Consultoria temos alguns pontos fortes que notamos durante os nossos anos de trabalho e queremos compartilhar com você:

Testar o design e interesse do público

Ao aplicar a desenvolver protótipos, temos a possibilidade de testar os designs de forma segura e assim garantir o interesse que os clientes terão no produto.

Por isso, a observação de aspectos que não aparecem em análises teóricas e virtuais do projeto se torna um diferencial e tanto. Além disso, é possível testar também os materiais e formas diferentes que podem ser moldadas no produto.

Inclusive, facilita também as pesquisas de mercado de forma prática, prevenindo as falhas antes do lançamento do produto, que poderiam gerar perdas e frustração.

Testar as falhas

Com o protótipo, é possível realizar várias testagens, eliminando as abordagens que não funcionam para focar no que é mais eficaz no produto.

Isso melhora a experiência de desenvolvimento por parte da empresa, já que a cada falha se iniciará uma nova pesquisa e abre portas para o aprimoramento.

Feedback antecipado

É importante ter o conhecimento relativo à receptividade que o produto receberá, o protótipo irá auxiliar nesse ponto. Como o feedback do lançamento de um novo produto ocorre tardiamente, o protótipo serve como pesquisa antes do lançamento.

Assim, mesmo durante a fase de desenvolvimento do produto, é possível já receber feedbacks e incrementar um futuro protótipo com funções que serão mais adequadas para solucionar o problema do cliente.

Obter um ciclo de desenvolvimento dinâmico

Diferente do processo tradicional de produção, que era linear e só após a conclusão de todas as etapas que se tinha o feedback do produto, a prototipagem cria um ciclo de produção. Isto é, cada etapa é seguida pela elaboração de um protótipo e é, então, avaliado a partir disso.

Fortalecer as apresentações

A prototipação garante que seus conceitos de design possam servir como uma maneira eficaz para ilustração de apresentações das ideias, e assim obter a aprovação de seus superiores, parceiros e investidores.

Este é um ponto muito importante já que, muitas vezes, alguns projetos mais complexos e ousados não recebem a aprovação por falta de uma melhor comunicação que auxilie o entendimento.

Com o protótipo em mãos, é possível passar para os ouvintes uma ideia mais completa de como será o produto. Assim, o poder de convencimento se tornará ainda mais forte!

Como fazer um protótipo?

O processo de criação de um protótipo é relativamente simples e com poucas etapas. No entanto, é necessário que, antes de se dar início a elaboração do protótipo, se faça pesquisas e estudos. 

Esses estudos preliminares devem ter a função de dar à equipe uma ideia mais próxima da real necessidade do público alvo. Vamos conhecer os passos para elaborar um protótipo de qualidade.

1° passo: Planejamento

O planejamento deve iniciar com a primeira idealização do produto. Ou seja, a criação de seu conceito. Nesta etapa, são utilizadas as pesquisas e estudos reunidos para desenvolver um produto que solucione as necessidades de um público de forma eficiente e com um baixo custo.

2° passo: Desenvolvimento

Sendo feito todo o planejamento, é iniciado o desenvolvimento do protótipo. Isto é, neste momento é feito a fabricação do protótipo, aliando o design e funções que o protótipo deverá ter.

Nesta etapa, já é possível identificar algumas possíveis falhas e realizar as correções no produto. Sejam elas correções no design, requisitos que devem ser atendidos e entre outros.

3° passo: Validação e lançamento

Agora que temos o protótipo em mãos, é necessário fazer a validação desse produto avaliando suas estruturas e seu desempenho na solução do problema do cliente. 

Após aprovação, é o momento em que se pode iniciar a produção em maior quantidade. Sempre buscando manter uma cultura de otimização do produto e integrando melhorias de acordo com as necessidades do público.

Bom, o nosso conteúdo chegou ao fim! Agora você sabe o que é um protótipo, quais são os tipos e os benefícios de inclui-lo no processo de desenvolvimento do seu produto.

E fica o lembrete: se você quiser entender ainda mais sobre prototipação, nós da Fluxo podemos te ajudar! Confira nosso serviço de Prototipagem em Impressão 3D e converse conosco.

Descubra tudo sobre a visualização tridimensional de máquinas para apresentação a investidores
Climatização Hospitalar: quais cuidados devem ser tomados?

Outros assuntos:

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CNPJ: 72.387.608/0001-21

A Fluxo Consultoria é uma empresa sem fins lucrativos, visando fomentar o empreendedorismo no Brasil através de projetos de engenharia de alta qualidade e custo abaixo do mercado. Todo o valor ganho é revertido para a formação profissional dos nossos membros e alunos da UFRJ.