skip to Main Content
Otimização De Processos Industriais: A Solução Que A Sua Empresa Precisa!

Otimização de Processos Industriais: A solução que a sua empresa precisa!

A busca por meio de tornar a empresa cada vez mais lucrativa, tem sido essencial para a manutenção da sustentabilidade das empresas no mercado competitivo atual. Essa necessidade tem causado grandes transformações nos últimos anos, para aumentar a competitividade e o avanço tecnológico, permitindo que as empresas se tornem mais eficientes em suas operações.

A otimização de processos industriais é um dos meios utilizados para proporcionar o crescimento e destaque da empresa, em relação aos seus concorrentes. O cenário tecnológico atual permite esta otimização, pois ela se torna protagonista da digitalização e integração de todos os processos.

Assim, é de extrema importância que os gestores tenham conhecimento sobre otimização, e se empenhem na otimização de processos industriais.

Neste post vamos explicar mais sobre o que é uma otimização de processos industriais, como ela é feita, e quando é necessário implementar em uma empresa.

O que é otimização de processos industriais?

A otimização de processos industriais se dá por um processo de estudo e esforços da organização para que se garanta uma maximização na produtividade, segurança e a minimização dos custos operacionais da empresa.

Isto é, se dá um grande enfoque na manutenção dos níveis de produtividade e eficiência o mais alto possível, mantendo sob controle todas as outras variáveis que se pode medir durante um processo de otimização industrial, como os níveis de estoque, níveis de energia, temperatura de armazenamento, nível do reservatório, velocidade das esteiras, entre outros.

Para manter esse controle, surgiu o conceito de Indústria 4.0, que utiliza da tecnologia como o principal modo de digitalização e integração dos processos. Essa tecnologia pode ser aplicada de diversas formas e em setores distintos.

Essa indústria 4.0, surgindo com a quarta revolução, é sustentada por pilares novos como a internet das coisas, realidade aumentada, inteligência artificial, big data, cloud computing e várias outras tecnologias que estão surgindo a todo momento.

Através desse novo modelo de indústria também promove a integração entre os diferentes setores da empresa. A digitalização da empresa vai acontecer desde a compra da matéria-prima até o pós-venda.

Toda essa tecnologia promove a otimização de processos da empresa, tornando-os mais eficientes e reduzindo seus custos.

Importância da otimização de processos industriais

A otimização de processos industriais permite-se alcançar melhores resultados nos processos, para isso é necessário que se execute um planejamento de qualidade, para que a otimização atinja o máximo do seu potencial de eficiência.

Além disso, a otimização de processos industriais também proporciona alguns benefícios como a coleta de dados em tempo real, transformar os dados em informações úteis, medir os resultados obtidos e a proporcionando melhoria contínua.

Essa melhoria contínua garante uma qualidade produtiva muito superior, entre outros benefícios para a empresa. Para se garantir esses benefícios não bastam definir detalhadamente como cada atividade deverá ser executada e estar certo que todos terão acesso a essas descrições do processo.

É necessário que se garanta que as atividades do processo sejam executadas nos padrões determinados. Para isso é importante monitorar os resultados constantemente, sempre orientando os colaboradores envolvidos no processo.

Como pôr em prática essa otimização de processos industriais

Para se ter uma otimização de processos industriais de qualidade e que traga resultados reais para a empresa é importante, além de aplicar as melhorias, criar uma cultura de otimização contínua.

Isto é, uma política que incentiva a melhoria dos processos sempre que houver a possibilidade, para que se torne cada vez mais eficiente. Vamos agora conhecer os passos básicos para que a otimização seja feita da forma correta.

1. Planejamento

O primeiro passo para otimizar os processos industriais é o planejamento, onde podemos dividir em algumas etapas. O planejamento é uma das etapas mais importantes para a otimização, evitando muitos possíveis problemas futuros.

Nessa etapa são reunidas todas as informações relacionadas às máquinas, os colaboradores que fazem parte da produção, como estudos de desempenho e produtividade deles.

Outra questão muito importante é sequenciar minuciosamente todas as atividades envolvidas na produção, desde o surgimento da necessidade pela matéria-prima até o pós venda do produto finalizado.

Esse sequenciamento minucioso permite que se faça um projeto que seja coerente com a realidade, assim sendo possível encontrar facilmente os gargalos que podem existir no processo produtivo, por exemplo.

2. Projetos

Para a otimização dos processos industriais é trabalhado com projetos para melhor identificar as atividades, assim como onde será possível aplicar melhorias que irão tornar o processo otimizado.

Antes que se possa pensar em melhorias é necessário se construir um projeto do processo já existente. Nisso é construído um fluxograma que irá representar o passo a passo de atividades executadas para a conclusão do processo, coletados na etapa anterior.

Com o projeto atual em mãos, a equipe irá analisar e identificar os pontos em que podem ser feitas mudanças que tornarão o processo mais eficiente e produtivo. E a partir disso criar um fluxograma a partir dessas mudanças.

Para a criação desse fluxograma é utilizada a notação BPMN (Business Process Model and Notation), que se trata de uma notação padrão para a modelagem de fluxogramas de processos que permitem a fácil compreensão pelas mais diversas áreas e públicos, facilitando a comunicação até mesmo da equipe com os clientes.

3. Validação e treinamento

Com o fim da criação de um fluxograma para o novo processo, é preciso então validar este novo processo com os gestores e com os colaboradores que estarão executando aquele processo.

Essa validação tanto facilita a adesão dos colaboradores ao novo processo quanto identifica possíveis falhas que possam ter ocorrido durante a sua montagem.

Além disso, a validação também permite uma maior fixação dos conhecimentos que serão adquiridos através do treinamento. Necessária antes da implantação propriamente dita, que na maioria das vezes é feita de forma gradual.

4. Otimização contínua

Após a implantação de um novo processo na empresa, é importante que a equipe se mantenha atenta, para se fazer análises periódicas dos processos, para que assim que se tenha uma possibilidade de melhoria, ela seja rapidamente aplicada.

E para finalizar

Ao seguir esses pontos é possível que se execute uma otimização de processos industriais com qualidade, e de forma que se faça sempre um estudo e verificação do processo. Assim, podemos ter certeza de que a otimização está sendo feita da forma correta.

Por fim, temos que toda empresa pode se beneficiar com a execução da otimização de processos, gerando lucros e reduzindo os custos, além de aumentar em muito a produtividade e eficiência da empresa.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *