skip to Main Content
O Que é Levado Em Consideração Para Projetar Um Barco?

O que é levado em consideração para projetar um barco?

Você já pensou em projetar um barco? Gostaria de aprender mais sobre veleiros e barcos a motor? Para ser capaz de, olhando um plano de linhas ou o casco, predizer seu comportamento, desempenho e estabilidade?

Quer saber mais sobre projetos para escolher o mais adequado para comprar ou construir? Este conteúdo foi desenvolvido para lhe ajudar a desenvolver a sua embarcação dos sonhos!

Daqui em diante, examinaremos os principais aspectos na hora de projetar um barco. Não nos concentraremos nos aspectos estruturais, focaremos nos aspectos estéticos e tecnológicos que hoje dominam os requisitos do projeto.

Aspectos Principais do Projeto e Fabricação dos Barcos

cinco aspectos principais para o projeto. O modelo do barco, o motor, os materiais usados ​​na construção, o gerenciamento do projeto e o custo. Todos esses aspectos precisam ser otimizados para criar uma embarcação com boa navegabilidade e que seja ecológica, segura e econômica.

1- Escolhendo o modelo do barco:

Um primeiro passo sensato na escolha do barco certo para a construção é estabelecer as prioridades. Por exemplo, você prefere ter desempenho na navegação ou conforto? Um barco à vela ou à motor? Uma embarcação para usar durante o dia ou para morar? Essas são as principais questões a serem levadas em conta na hora de projetar um barco.

Além dos requisitos específicos do construtor, haverá fatores externos que influenciam consideravelmente na escolha da embarcação mais adequada. A área geográfica a ser navegada influenciará fortemente no design externo e nos materiais utilizados. Um barco destinado à navegação fluvial, por exemplo, precisará de um calado mínimo, para permitir a navegação através das brechas do rio. 

A duração da viagem terá impacto no design interno e externo. Se destinado a cruzar os oceanos, o barco deverá ser robusto o suficiente para lidar com o mau tempo. Além disso, precisa ser  equipado para dar maior conforto à tripulação.

Quando se trata de conforto, uma regra geral é quanto maior o tempo navegando, maior será a ênfase nas instalações. Por isso, é importante dar atenção a itens de confortos básicos, como por exemplo itens da cozinha e instalações sanitárias. Por isso, certifique-se de que estes estejam no topo da lista, se planejar passar muito tempo a bordo! 

Se você desejar obter mais informações sobre como escolher o seu modelo de barco, recomendo a leitura do Artigo: “Como escolher o seu barco ideal  

2- Motor:

O tamanho e a potência do motor são considerações importantes para as embarcações. Mesmo um barco a vela se beneficiará de um motor modesto para aumentar o progresso quando necessário e para navegar em situações complicadas.

Ao avaliar as vantagens dos sistemas mecânicos e de energia disponíveis, é essencial verificar se estes são compatíveis entre si. Além disso, é importante verificar se há geração de energia. Tais sistemas devem ser apropriados para a ação da maresia, pois materiais inadequados ou de baixa qualidade sofrerão corrosão. 

Por fim, vale a pena examinar a possibilidade de adotar a geração de energia “verde”, como as placas solares ou os geradores eólicos. No entanto, a adequação destes dependerá da localização e uso da embarcação.

3- Materiais utilizados na fabricação:

projetar um barco

Os materiais utilizados no projeto e fabricação das embarcações evoluíram radicalmente nos últimos 50 anos. De lá para cá, houve o surgimento de opções melhores, mais acessíveis  e mais duráveis.

Antigamente, a madeira, o ferro e o aço eram tradicionalmente os principais materiais usados ​​para construção de um barco. O principal problema do ferro e do aço é que são pesados ​​demais para barcos menores, o que limita sua aplicação a grandes navios. O alumínio possui ótimas propriedades químicas, entretanto seu alto preço e custo de manutenção são fatores desestimulantes. 

Nos últimos tempos, houve uma mudança na escolha do material do barco que foi da madeira para os materiais compósitos.

A fibra de vidro reforçada com resina tornou-se o material preferido dos barcos de pequeno porte atualmente. Esta fibra proporciona alta resistência, peso reduzido, excelente resistência à corrosão e estabilidade dimensional. Além disso, os materiais compósitos também superam os materiais tradicionais ao oferecer o aprimoramento estético e a redução dos custos de manutenção.

4- Gerenciando o projeto:

 “Falhar no planejamento é

 planejar para falhar”

Quando se trata de gerenciar o projeto de um barco, vale a pena investir um tempo adequado em quem vai supervisionar cada detalhe. Somando-se a isso, quem vai  acompanhar o andamento de cada etapa da construção. Para tal, você pode decidir acompanhar sozinho a construção ou contratar um profissional para lhe ajudar.

Se você for  realizar isso sozinho, então vale a pena buscar aplicativos ou softwares que irão ajudá-lo.

Para um projeto relativamente pequeno, uma planilha de Excel ou um gráfico básico de Gantt, provavelmente será suficiente. Para construções maiores e mais complicadas, um software de gerenciamento de projetos ajudará a rastrear o tempo, os custos e a comunicação em todas as etapas da construção.

Além disso, caso você não tenha conhecimento na área, é válido pensar na possibilidade de contratar uma empresa de consultoria para fazer o projeto de sua embarcação. Uma vez que o projeto feito por um profissional lhe ajudará na escolha dos materiais mais apropriados para a construção e claro, lhe ajudará a reduzir os custos da construção.

5- Reduzindo custos:

A compra das peças necessárias, especialmente para o construtor inexperiente, é uma tarefa que deve ser abordada com cautela e disposição. Deve-se buscar orientação antes de qualquer compra importante.

As prioridades de custo e qualidade lutarão entre si durante todo o projeto, especialmente se o orçamento estiver apertado. No entanto, como regra geral, podemos usar o ditado “Se parece bom demais para ser verdade, provavelmente não é”. Seria prudente, então, ter isso em mente, assim como a pergunta “Qual o preço da segurança?”

A crescente popularidade de compras pela internet contribuiu para um aumento de produtos falsificados. Sempre que possível, as peças devem ser compradas de um fornecedor credenciado, que será responsável pela origem e qualidade do item. 

Além disso, vale a pena preparar uma lista de todas as peças necessárias antes de iniciar a construção. Com o objetivo de evitar dobrar os custos de envio ou um atraso enquanto você espera a peça chegar.

Estes são os cincos aspectos principais a serem considerados na hora de projetar um barco. Se você estiver se sentindo um tanto  perdido, entre em contato conosco que vamos te orientar da melhor forma! A Fluxo Consultoria está aqui para incentivar a cultura náutica e te auxiliar no projeto do seu barco dos sonhos.

Está querendo comprar seu barco e ainda tem dúvidas sobre como legalizar sua embarcação? Leia este artigo e saiba mais!

Adrian Hilbert

Consultor de projetos da Fluxo Consultoria
Graduando em Engenharia Naval e Oceânica pela UFRJ

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *