skip to Main Content

9 passos para um planejamento de obra completo!

Pessoas se revezando para fazer um planejamento de obra

Um bom planejamento de obra engloba várias fases de um projeto de construção.

Na hora de elaborar um planejamento, dar importância aos conceitos é fundamental para garantir a melhor execução possível da obra.

Todo esse cuidado serve para fazer com que tudo saia conforme o planejado. Registros e execução devem andar no mesmo caminho.

Se você deseja organizar os seus projetos, nós vamos te ajudar nessa jornada. Preparamos este conteúdo especialmente para você aprender em 8 passos a elaborar o seu planejamento de obra.

Boa leitura!

O que é o planejamento de obra?

O planejamento de obra é uma ferramenta muito importante para a execução de projetos da construção civil.

A partir desse recurso é possível antecipar ações e investimentos necessários para levantar uma edificação. Seu objetivo é atuar na prevenção de riscos e demais transtornos que possam comprometer o andamento de um projeto.

A equipe responsável pelo planejamento de obra deve pesquisar e calcular em quais situações uma construção pode ser mais lucrativa e econômica. Esses parâmetros devem seguir as normas internas da construtora e das leis em vigor na região onde a obra será realizada.

Com um planejamento de obra bem estruturado e completo, é possível visualizar o projeto de forma mais ampla. Essa percepção é fundamental para auxiliar na tomada de decisão ao longo do projeto sempre que houver necessidade.

Os profissionais responsáveis por cada fase do planejamento de obra têm o compromisso de saber todas as especificidades de cada área envolvida. Só assim será possível fazer uma boa gestão das atividades e demandas em andamento.

9 passos para fazer o planejamento de obra da sua empresa

Se você trabalha no ramo da construção civil, mas ainda não tem um planejamento de obra, chegou a sua vez. Aprenda a elaborar um planejamento de obra em 9 passos. Acompanhe:

#01. Realize o estudo de viabilidade da obra

Para começar o  seu planejamento de obra, o primeiro passo é saber se você dispõe de todo o valor necessário para custear as despesas. 

Caso sua resposta seja positiva, é hora de pensar se este investimento valerá a pena, se será lucrativo ou não. Por isso, o estudo de viabilidade torna-se indispensável para elaborar um bom planejamento de obra.

Se a sua empresa faz uma gestão financeira eficaz e está sempre pronta para quando surgir uma nova obra, então não terá problemas. Você deverá levantar todos os dados relevantes diretamente ligados a todas as etapas do projeto. Assim, quanto mais informações obtiver, mais segurança você terá para execução da obra.

#02. Verifique o local da obra e colete informações relevantes

Realizar uma análise minuciosa da área onde será levantada a edificação é fundamental para a elaboração do seu planejamento de obra.

Independente da natureza do seu projeto, no planejamento deve constar informações sobre o campo, contendo dados sobre o lote e seu contorno. Sem essa noção, complicações podem surgir ao longo da execução da obra.

#03. Elabore o projeto da obra

Essa é a etapa em que você deve se reunir com um arquiteto para expôr as suas ideias. É o momento ideal para verificar se elas cabem no orçamento previsto.

O papel do arquiteto neste ponto é fundamental, já que ele projeta soluções para as necessidades apresentadas. É de responsabilidade deste profissional explanar a diferença entre o projeto solicitado e o que de fato pode ser realizado.

É importante ressaltar que qualquer obra deve contemplar o cliente, a lei vigente e o plano diretor da região de sua construção.

Nessa perspectiva, é crucial que os critérios sejam atendidos conforme rege a NBR 15575, que cuidam das seguintes questões:

  • Saúde;
  • Higiene;
  • Performance da temperatura;
  • Estagnação da água;
  • Acústica e lumínica;
  • Qualidade do ar;
  • Proteção tátil e antropodinâmico;
  • Funcionalidade e acessibilidade.

Atender às exigências da norma é essencial para entender que cada localidade pede adequações distintas. 

Por esse motivo, é possível que um mesmo projeto não possa ser executado em locais diferentes devido às particularidades de cada um deles e por questões legais.

Banner1

#04. Desenhe o projeto

Após criar o projeto da obra, é chegado o momento da montagem. Nessa hora, vale a utilização de recursos digitais baseados na opção acordada com o cliente, do arquiteto responsável e do gestor da edificação.

Para o planejamento de obra deve- se elaborar os desenhos pensando na execução da obra. Aqui, quanto mais detalhes, melhor. Todas as informações possíveis são relevantes para assegurar que seja praticado tudo o que foi acordado entre as partes envolvidas.

Normalmente, as obras contam com um documento que contém toda a descrição dos itens utilizados no projeto.

#05. Inspeção e aprovação

A fim de sanar dúvidas e corrigir possíveis erros, é comum que haja revisões no projeto antes do início da obra.

Caso haja dois projetos de naturezas diferentes, essa revisão também será bastante útil visando o  alinhamento de pontos importantes.

#06. Regularização da obra

O planejamento de obra deve abranger a legalização da mesma. Para isso, você pode utilizar o esboço do projeto e elaborar a documentação necessária. Toda a papelada deve ser apresentada junto à prefeitura.

Por esse motivo, é imprescindível a ligação com o plano diretor na etapa de elaboração do projeto. O mesmo vale para qualquer outro direcionamento da região. Tudo isso serve para garantir a aprovação da obra sem qualquer tipo de objeção.

A legalização da obra envolve o pagamento de alguns impostos estabelecidos pela administração local. 

Vale salientar que o início da obra só é permitido mediante aprovação da prefeitura. Por isso, essa fase do planejamento de obra deve ser bem estruturada em todos os parâmetros. 

Sem esse preparo, transtornos como atraso no início e entrega da obra podem virar realidade, além do risco de embargo do projeto.

Só para você ter idéia, regularizar a obra começa antes mesmo da sua execução e continua ao longo do projeto. Quando perto de sua finalização ou na conclusão, é indispensável a visita da equipe do Corpo de Bombeiros para analisar a segurança do local e emissão do Habite-se.

#07.  Estabeleça prazos para a obra

Qualquer projeto, dentro ou fora da construção civil, tem dia para começar e terminar. É de suma importância trabalhar com base em um calendário para cada fase da obra.

Um planejamento de obra que contenha um calendário compatível com o cenário real tem menos chances de revisão, submetendo a edificação a riscos de atraso na data de entrega.

#08. Calcule os custos com materiais e mão-de-obra

O custo total da obra só pode ser determinado através de um orçamento. Nele, temos uma etapa específica para os gastos com material e com profissionais, ao mesmo tempo em que é verificado a quantidade.

Para garantir a assertividade da elaboração do orçamento, uma ferramenta ideal pode ser utilizada para ajudar: a tabela SINAP – Sistema Nacional de Pèsquisas de Custos e Índices de Construção Civil. 

O SINAP fornece informações acerca dos preços e custos para utilização na hora de estruturar o orçamento na Construção Civil. A Caixa Econômica Federal é responsável por atualizar esses dados todos os meses.

O valor final da obra é delimitado pela conexão estabelecida entre custo e mão-de-obra e o material adquirido, impostos, entre outras despesas.

#09. Realização e monitoramento

Essa é a fase do planejamento de obra em que de fato a construção começa a ser feita.

Essa etapa não funciona de forma independente das demais, visto que a qualquer momento pode ser necessário fazer ajustes no projeto em si, nos custos da obra e até mesmo na data de entrega.

Contudo, desde que haja um planejamento sólido, a execução do projeto acontece conforme pensado previamente.

Conclusão

Já pensou o quão organizado seus projetos podem ficar mediante um planejamento de obra bem feito? Após este conteúdo, temos certeza de que o seu planejamento de obra vai gerar ótimos resultados.

Esperamos que tenha gostado do post de hoje. Quer aprender muito mais sobre arquitetura e construção? É só passar no nosso blog e conferir outros conteúdos especialmente para você. Até mais!

Entenda como fazer automação residencial + exemplos
Faça já sua Análise Tarifária de forma eficiente!

Outros assuntos:

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CNPJ: 72.387.608/0001-21

A Fluxo Consultoria é uma empresa sem fins lucrativos, visando fomentar o empreendedorismo no Brasil através de projetos de engenharia de alta qualidade e custo abaixo do mercado. Todo o valor ganho é revertido para a formação profissional dos nossos membros e alunos da UFRJ.