skip to Main Content
Plano De Manutenção: Descubra Se Sua Indústria Precisa De Um

Plano de manutenção: descubra se sua indústria precisa de um

Como, praticamente, todos os ramos de indústrias dependem de máquinas e equipamentos para a sua operação.

E um dos serviços que tem apresentado cada vez mais um crescimento na sua demanda são os serviços de manutenção.

Para isso, a criação de um plano de manutenção tem se mostrado importante para diversas indústrias que não podem parar sua produção por causa de um problema em uma das máquinas.

Mas, se você tem uma indústria, suas máquinas quebram com frequência e não tem ideia de como começar com um plano de manutenção, relaxa que vamos te ajudar.

Continue lendo e aprenda mais sobre.

O que é manutenção?

A manutenção é o ato de intervenção que tem como objetivo manter as máquinas e equipamentos em pleno funcionamento.

Além de garantir a eficiência de todas as suas funções, de modo que sua vida útil seja estendida ao máximo possível.

Podemos dividir a manutenção em 3 tipos: A manutenção preditiva, a manutenção preventiva e a manutenção corretiva.

Falamos mais sobre esses 3 tipos neste post. Confira!

O que é um plano de manutenção?

Agora que sabemos o que é manutenção, vamos adentrar no que é um plano de manutenção

O plano de manutenção é uma parte crucial da manutenção preventiva, onde deverá incluir tanto a parte estratégica quanto a parte operacional de manutenção. 

A partir dela será traçada os cronogramas com datas em que serão feitas as manutenções, de modo que gerem o mínimo possível de custos, paralisando a produção por pouquíssimo tempo.

Para isto, devemos incluir no plano de manutenção preventiva:

Cronograma de atividades

Um bom plano de manutenção deve seguir um cronograma de atividades, para que se tenha uma programação clara a ser seguida.

Com datas de inspeções e ações de manutenção marcadas com antecedência, se atentando a importância de serem feitas em dias e horários em que atrapalhem o mínimo possível as atividades de produção normal.

Distribuição de tarefas

É importante também que as tarefas que serão executadas pelos colaboradores responsáveis sejam distribuídas de forma eficiente. 

Isto irá evitar que o profissional perca tempo tentando descobrir o que terá que fazer no dia, ou que duas tarefas que impeçam a execução uma da outra sejam programadas para serem feitas simultaneamente.

Um boa distribuição e organização do plano de ação, com quem será responsável para realizar cada atividade e em qual área, melhor e mais fácil será para seguir o cronograma de atividades.

Ferramentas e máquinas em bom estado

As manutenções precisam de equipamentos e máquinas para serem executadas, e como será possível executar a manutenção se esses equipamentos estiverem em péssimas condições, ou mesmo quebrados?

Por isso é importante que se mantenha a manutenção dos equipamentos em dia junto com a manutenção do maquinário da empresa.

Programar a compra de materiais

Ao se aplicar uma manutenção preventiva, também ocorrerá de se substituir alguns componentes com uma certa frequência.

A inspeção de rotina irá identificar justamente as necessidades de troca de itens, que deverão ser feitas na próxima manutenção.

Logo, se ter uma programação de compra de materiais é importante, caso contrário, a próxima manutenção irá atrasar por falta de material.

O que poderá causar problemas maiores, sendo necessária a aplicação de uma manutenção corretiva afetando a produtividade da empresa.

Instruções para cada atividade

Outro fator de grande importância, não só para a manutenção mas para todas as atividades da empresa, é se ter um serviço padronizado e eficiente.

Por isso é interessante que se tenham instruções das atividades, de modo que o trabalho de um profissional não entre em conflito com o de outro.

As instruções devem ser claras, com uma ótima descrição de cada etapa e procedimento a ser feito naquela atividade.

O que irá gerar a padronização do serviço, evitando que as opiniões dos profissionais afetem o resultado final da manutenção.

Quais vantagens da criação de um plano de manutenção?

Ao se aplicar um bom plano de manutenção, com programações baseadas em uma agenda bem definida e com roteiros de execução de atividades claros e eficazes, diversos benefícios irão acompanhar a sua aplicação.

Os resultados e a produtividade da empresa como um todo são diretamente afetados pela aplicação de um bom plano de manutenção, dentre estes benefícios podemos citar: 

  • Menor quantidade de falhas e tempo de inatividade;
  • Maior vida útil dos equipamentos por sofrerem menos desgaste;
  • Mais seguranças para os colaboradores;
  • Maior eficiência energética e produtividade;
  • Maior e mais confiável previsibilidade de produção;
  • Maior capacidade de resolver eventuais problemas que venham a surgir no maquinário.

Como fazer um plano de manutenção?

Para fazer um plano de manutenção, podemos seguir um simples passo a passo, que irá auxiliar para guiar a sua aplicação:

1. Elabore um plano de ação

O primeiro passo é conhecer todas as características das instalações e maquinários.

Após recolher todos esses dados é possível que se elabore o plano, com todas as inspeções, e por fim suas paralisações para corrigir problemas.

2. Defina as equipes

Ao termos um cronograma em mãos é importante agora definir as equipes que serão responsáveis pela execução das atividades de manutenção. Sendo definidos os tamanhos e habilidades necessárias para aquela equipe.

3. Atribua atividades

Agora que temos as necessidades, o cronograma e as equipes, se dará a atribuição das atividades para cada equipe. 

Tendo as mais diversas atividades que devem ser feitas para garantir o ótimo funcionamento do plano de manutenção.

Dado que, são necessárias atividades como garantir que se tenha os materiais e equipamentos necessários para o desempenhar das manutenções, até atividades de gestão da equipe. 

Todas as etapas e atividades devem ter um profissional responsável que irá gerí-la.

4. Acompanhe o progresso

O último passo é essencial em todas as atividades de uma empresa, o acompanhamento dos processos do plano de manutenção e seu progresso.

Tendo o planejamento como base, é possível fazer esse acompanhamento, além de relatar os resultados para que, se necessário, possam ser feitas mudanças que venham a otimizar o trabalho.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *