skip to Main Content
Plano Mestre De Produção: O Que é E Como Aplicá-lo No Seu Negócio

Plano Mestre de Produção: o que é e como aplicá-lo no seu negócio

A otimização da linha de produção deixou de ser uma opção já há um bom tempo, sendo agora uma necessidade para que se evite prejuízos e garantir a lucratividade da empresa.

Ao longo dos anos surgiram inúmeros métodos que visam otimizar ainda mais os processos que envolvem as empresas, desde o processo de produção até os processos de venda. O plano mestre de produção é um desses métodos, tendo apresentado grande importância na organização da produção, quantidade e quais itens serão produzidos.

Empresas que têm o hábito de elaboração do plano mestre de produção tem grandes vantagens em relação a concorrentes que não a tem, como um maior controle e registro de sua produção. Esse controle permite uma redução nos custos de produção, e uma utilização mais eficiente dos recursos da empresa.

O que é o plano mestre de produção e qual sua importância para a indústria

Definimos o plano mestre de produção (PMP), ou Master Production Schedule (MPS) em inglês, como um documento que tem a função de organizar a produção listando quantos e quando os itens serão produzidos.

Deste modo, o PMP é um documento crucial para o sistema de planejamento da produção, onde nele é definido as datas de entrega dos produtos e são calculados a quantidade de unidades que podem ser fabricadas em determinado tempo.

Importância do Plano Mestre de Produção

O Plano mestre de produção é essencial para que se faça um planejamento de produção da indústria. A partir dele são definidas quais as prioridades das ordens de fabricação, indicando quais são mais importantes, definindo os prazos, utilização da mão de obra, equipamentos, orçamento e  define de forma otimizada a capacidade de produção da indústria.

Os principais benefícios do plano mestre de produção são:

Otimização da produção

O plano mestre de produção ajuda a indústria na definição de sua capacidade produtiva, além de melhorá-la.

Redução de prejuízos

Empresas em que não se tem um planejamento de produção, as chances de que a indústria irá sofrer prejuízos e perdas são quase certas. Já que o plano mestre de produção ajuda a empresa a entender melhor a capacidade e assim se tornando capaz de planejar as demandas de cada produto, incluindo o estoque e os prazos de entrega dos produtos.

Auxilia as tomadas de decisão

Como o dia a dia dos gestores se baseia em tomar decisões, ter um plano mestre de produção em mãos auxilia a ter dados confiáveis em que basear suas decisões. Através do plano mestre de produção os gestores terão informações claras da capacidade da indústria, permitindo uma visão melhor da produção

Equipe praticando plano mestre de produção
Foto de Thirdman no Pexels

Etapas de elaboração do Plano Mestre de Produção

Antes de começar a montar o plano mestre de produção em si, é necessário conhecer quais as etapas que o compõem. Para que assim, se entenda melhor como ele funciona.

Previsão de demanda

Na primeira etapa são feitas as previsões de demanda, isto é, uma previsão das vendas que deverão ocorrer em determinado período e assim a empresa terá uma base de quantos itens devem ser produzidos para aquele período.

Planejamento de capacidade de produção

Agora, a indústria deverá determinar sua capacidade de produção para médio e longo prazo. Assim auxiliando nos planejamentos que serão feitos a seguir.

Planejamento de materiais

Como próxima etapa temos o planejamento relacionado aos materiais utilizados na produção. Sendo definidas então, o volume de materiais necessários para que se produza o produto.

O objetivo dessa etapa é descobrir a quantidade e o prazo para compra da matéria-prima do produto e assim se ter uma gestão de materiais mais eficiente, evitando desperdícios e gastos desnecessários com o armazenamento de material por muito tempo.

Planejamento de produção

Em momentos de emergência, onde há uma grande demanda para um curto espaço de tempo, são feitos planejamentos da produção para curto prazo, onde se faz a alocação de recursos para as demandas mais valiosas para a empresa.

Passo a passo para montar um Plano Mestre

Agora podemos iniciar o passo a passo para montar um plano mestre de produção. E para montá-lo, podemos utilizar tabelas de Excel, que podem se tornar um pouco complexas, ou um sistema de planejamento e controle de produção informatizado.

As tabelas de Excel acabam se tornando muito complexas e vulneráveis a erros humanos e de fórmulas, no entanto, se utilizam de um software que já está instalado na maioria das máquinas, facilitando o acesso.

O passo a passo da elaboração do plano mestre de produção passa justamente pelas etapas que já citamos anteriormente.

Execute estudos de mercado para apurar as demandas

O primeiro passo para se criar um plano mestre de produção de qualidade é a realização de estudos que irão analisar as demandas do produto em determinados períodos.

Deve-se também, coletar os motivos que levaram ao crescimento ou queda da demanda nos períodos. Onde esses dados irão auxiliar na previsão feita no próximo passo.

Calcule a previsão de demanda

Com todos os dados coletados, é possível iniciar a elaboração de cálculos que usarão a estatística dos períodos passados, com suas razões e aplicá-los no momento presente.

Nesses cálculos devem ser considerados não só os dados coletados, mas também a situação atual da empresa, do mercado, país e até mesmo do mundo, pois mudanças acontecem a todo tempo e elas afetam diretamente as demandas das pessoas por determinados produtos.

Análise dos dados de produção passada da empresa

Agora é momento de analisar mais a fundo a empresa, deve-se coletar os históricos de produção da indústria e coletar informações sobre o que levou a produzir mais ou menos em determinados períodos.

Além disso, deve-se fazer testes de produção para se observar qual a capacidade máxima da linha de produção da empresa. Para que assim, se tenha dados mais confiáveis de quantos produtos podem ser produzidos em determinado tempo.

Cruze os dados de produção da empresa com a previsão de demanda

É o momento de cruzar os dados coletados pelas etapas anteriores. Comparar os períodos de queda e crescimento de demanda com os de produção, observar suas justificativas irão ajudar a traçar um plano mestre de produção com uma qualidade e confiabilidade maior.

O resultado desse cruzamento irá permitir que a equipe tenha uma melhor compreensão do que está acontecendo em cada período e com isso definir quando será o melhor momento para produzir cada item e quais devem ter prioridade de produção em relação aos demais.

Elabore o plano mestre de produção

Como dissemos, a partir dos dados coletados, cruzados e analisados nas etapas anteriores, a equipe responsável terá todas as informações necessárias para que o plano mestre de produção seja confiável e condizente com a realidade.

E para finalizar

O plano mestre de produção tem uma função essencial na otimização dos processos de produção da empresa. Com o auxílio dele, a empresa irá gerar maiores lucros por terem uma produção condizente com a demanda, gerando menores custos com armazenamento de material, pois a matéria-prima do produto será adquirida de acordo com a produção, não necessitando de grandes gastos com armazenamento, protegendo também de desperdício de material.

Portanto, o plano mestre de produção agrega em muito a empresa, gerando lucros mais confiáveis, já que não se irá economizar em pontos importantes. Indicando também os produtos mais importantes, para que eles tenham uma maior prioridade na linha de produção.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *