Skip to content

Fluxo Consultoria – Consultoria em Engenharia da UFRJ

Pesquisar
Close this search box.

Wood Frame: Conheça tudo sobre essa Técnica Construtiva

Wood Frame: Conheça tudo sobre essa Técnica Construtiva

frame de madeira de uma construção de casa

Você já avaliou a possibilidade de fazer um projeto em Wood Frame? Sair da zona de conforto não é fácil, e sabendo disso, preparamos um artigo com tudo que você precisa saber sobre esse sistema construtivo que é considerado mais rápido e sustentável que os convencionais.

O que é Wood Frame?

É um sistema construtivo que faz parte do Sistema CES (Construção Energitérmica Sustentável), e utiliza madeira como matéria-prima dos seus perfis e placas estruturais. 

As peças são pré-fabricadas (reduzindo consideravelmente o tempo, e logística necessária) produzidas a partir de madeira reflorestada e de rápido crescimento, os chamados pinus, mais especificamente espécies como elliottii e o taeda, duas das mais plantadas no Brasil. Portanto, a técnica se sobressai como uma escolha de estrutura sustentável.

E como essa técnica funciona?

Segue abaixo, algumas etapas fundamentais para o processo de construção:

  1. Feito pedido dos painéis com todas as medidas corretas para a construção, esses serão transportados para o local da obra para o início da instalação da estrutura, que é quem dará toda a sustentação do projeto;
  2. Considerando que a parede de uma construção de Wood Frame é feita por camadas, após a instalação da estrutura são colocadas placas de madeira OSB (conjunto de lascas de madeira oriundas de reflorestamentos coladas em direções diferentes), uma placa cimentícia, e gesso cartonado;
  3. Adequar a estrutura para adequação de instalações elétricas e hidráulicas;
  4. Em seguida, faz o preenchimento para garantir o conforto térmico. No Brasil existem opções como lã de vidro ou de rocha;
  5. Inicia-se a cobertura e vedação do projeto;
  6. Por fim, o acabamento da parte externa, que depende do que foi escolhido pelo cliente.

Quais os componentes do Wood Frame?

Existe uma divisão formada por componentes dentro de determinados conjuntos, são eles:

  • Componentes Estruturais;
  • Componentes de Vedação;
  • Componentes de Acabamento;

Agora vou detalhar um a um para você:

1. Componente estruturais: Responsáveis pela sustentação do projeto, são compostos por travessas, montantes e barroteamentos.

  • Montantes:São pilares horizontais, de madeira, com altura equivalente a um pé-direito.
  • Travessas:São peças estruturais horizontais, que tem a função de oferecer suporte às janelas, e geram apoio que fazem diminuir os comprimentos de flambagem dos pilares.
  • Barroteamentos:Tem como função gerar o suporte necessário aos pavimentos que estão acima do térreo.

2. Componentes de Vedação: Variando a espessura, as chapas responsáveis por vedar a construção podem ser de revestimento ou barroteamento.

  • Chapas de Revestimentos: São de menor espessura, utilizadas para vedações verticais, e para evitar infiltrações são revestidas de uma camada hidrófuga (impedindo a saída de vapor e a entrada de umidade externa).
  • Chapas para barroteamento: São as de maior espessura, e tem por função fazer a contenção lateral nas travessas e barrotes, gerando assim, diminuição dos efeitos de torção.

  3. Componentes de acabamento: São aqueles utilizados no processo de finalização da obra.

  • Fita impermeável de borracha: Responsável por fazer a conexão entre as fundações e as peças de madeira.
  • Mãos-Francesas: Tem por função, fazer o contraventeamento dos montantes das extremidades da construção.
  • Placas cimentícias: Geralmente são firmadas em áreas do edifício onde há possibilidade de molhar, como cozinhas e banheiros, e sobre elas podem ser instalados vários tipos de revestimentos.
  • Instalações hidrossanitárias e elétricas: Podem ser instaladas da mesma forma executada em sistemas construtivos convencionais, e se caso atravessar algum montante, a instalação só pode ser executada mediante previsão no projeto estrutural.

Quais as vantagens do Wood Frame?

É um sistema sustentável: Tendo em vista que a construção civil é um dos setores que mais geram resíduos sólido ao meio ambiente como sobras de areia, concreto e argamassas sem possibilidade de reaproveitamento, além da poluição causada pela queima de tijolos.

O wood frame surge reduzindo consideravelmente a redução desses resíduos, além de ser composto principalmente pela madeira (único material de construção renovável), originada de áreas certificadas e reflorestadas.

Economia: A economia nesse sistema construtivo acontece em vários aspectos: 

  • No tempo: São 60% mais ágeis que a construção tradicional;
  • Na matéria prima: Esse tipo de madeira é 10% mais econômica, quando comparada com alvenaria ou madeira de lei;
  • Na energia elétrica utilizada:Para fabricar 1kg de madeira, utiliza-se 1% da energia gasta para fabricar 1kg de cimento;

Maior conforto técnico e acústico: Seja a sua região quente ou fria, casas de Wood Frame proporcionam maior conforto por ser a madeira, um material que absorve 40 vezes menos calor do que a construção tradicional de alvenaria.

Quais as desvantagens?

  • O uso do concreto não é 100% descartável: Ele é utilizado ainda para composição do contrapiso, sapatas blocos ou elementos da laje.
  • Necessita de uma mão de obra especializada: Existem materiais e ferramentas específicas a serem utilizadas, e devido ao Wood Frame ser um sistema ainda pouco utilizado no Brasil, há uma certa dificuldade em contratar essas pessoas capacitadas.
  • Deve-se ficar atento à manutenção da estrutura: Uma demora no reparo em vazamentos pode acarretar na deterioração da estrutura de madeira, e posteriormente no aparecimento de fungos.

Há alguma regulamentação para o Wood Frame?

No Brasil, esse assunto ainda é recente, e não existe uma norma específica para aplicação e instalação do Wood Frame, porém a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) já possui uma norma, que pode ser utilizada como base para critérios gerais de dimensionamento estrutural, a ABNT NBR 7190:1997 – Projeto de Estruturas de Madeira. 

No portal do SINAT (Sistema Nacional de Avaliação Técnica de Produtos Inovadores e Sistemas Convencionais) encontra-se o primeiro documento que trata especificamente sobre o assunto.

Nela é possível encontrar procedimentos operacionais de avaliação do sistema construtivo, bem como critérios mínimos de desempenho no Brasil.

Gostou do conteúdo? Sempre bom estar por dentro das novas tendências, não é mesmo? Aproveite e conheça nossos outros conteúdos especialmente criados para você, tenho certeza que você irá gostar.

Fluxo Consultoria

Escreva um Comentário

O que é Fluxo?

Somos uma empresa júnior, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, de acordo com a Lei 13.267/2016, e realizamos projetos de consultoria em engenharia. 

Posts Recentes

Siga-nos

Se inscreva em nossa Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades e conteúdos em primeira mão 

Há mais de 30 anos, a Fluxo realiza projetos de engenharia, com infraestrutura e tecnologia da UFRJ. Prestamos serviços para pessoas físicas, pequenos empreendedores e grandes empresas do mercado. Por isso, temos ampla experiência em consultoria e oferecemos soluções personalizadas para você.